Info

Vacina contra a covid-19 já foi administrada a 16.701 profissionais de saúde

Vacina contra a covid-19 já foi administrada a 16.701 profissionais de saúde
| País
Porto Canal com Lusa

A vacina contra a covid-19 já foi administrada a 16.701 profissionais de saúde, avançou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido.

O número, com base no sistema de registo de vacinas, foi relevado numa conferência de imprensa ao final da tarde, em que a ministra fez o balanço dos primeiros dias da vacinação contra a covid-19.

"[É] um número que ultrapassa aquilo que teriam sido as doses que chegaram no dia 26, mas que reflete já também aquilo que foram as doses chegadas ontem [segunda-feira] e que começaram hoje a ser administradas", sublinhou Marta Temido.

A vacinação contra a covid-19 arrancou no domingo para os profissionais de saúde, um dia depois de ter chegado o primeiro lote de 9.750 vacinas da Pfizer/BioNTech. Na segunda-feira, Portugal recebeu mais 70.200 doses.

Nos lares, que fazem também parte dos grupos prioritários para a primeira fase, a vacinação começa na próxima semana nos 25 concelhos com risco extremamente elevado, sendo alargada aos restantes a partir de 11 de janeiro.

Portugal ultrapassou hoje 400 mil casos de infeção com o novo coronavírus desde o início da pandemia de covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim da DGS, o país contabiliza hoje mais 74 mortes relacionadas com a covid-19 e 3.336 novos casos.

 

+ notícias: País

Portugal regista mais 600 casos de Covid-19 e mais sete mortes nas últimas 24h

Portugal regista hoje sete mortes atribuídas à covid-19, 600 novos casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e uma redução nos internamentos, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Diogo Urjais: "A vacina da gripe não inclui ainda a população global" 

O Presidente da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar, Diogo Urjais, disse, na manhã desta terça-feira, em declarações ao Porto Canal, que "a vacina da gripe não inclui ainda a população global" e acrescenta ainda que "preocupa a possível falha ou falta de vacinas na fase em que se está a massificar a vacinação da vacina contra a gripe".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS