Info

Covid-19: África com mais 418 mortos e 14.287 infetados nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Redação, 21 nov 2020 (Lusa) - África registou 418 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, aumentando para 49.099 o total de vítimas mortais pelo novo coronavírus, que já infetou 2.043.462 pessoas no continente, segundo dados oficiais.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o novo coronavírus infetou nas últimas 24 horas mais 16.621 pessoas nos 55 Estados-membros da organização, e o número de recuperados em igual período foi de 14.287, para um total de 1.728.682.

O maior número de casos de infeção e de mortos regista-se na África Austral, com 855.469 infeções e 22.355 mortos por covid-19. Nesta região, a África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza um total de 762.763 casos de infeção e 20.759 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, registando um total de 672.511 pessoas infetadas e 17.847 mortos.

Na África Oriental, há 251.303 casos e 4.885 vítimas mortais, na África Ocidental, o número de infeções é de 200.493, com 2.835 mortos, e a África Central regista 63.686 casos e 1.177 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 6.521 mortos e 112.318 infetados, seguindo-se Marrocos, que contabiliza 5.182 vítimas mortais e 316.260 casos de infeção.

Entre os seis países mais afetados estão também a Argélia, que regista 72.755 infeções e 2.221 mortos, a Etiópia, que contabiliza 104.879 casos de infeção e 1.620 vítimas mortais, e a Nigéria, com 65.982 infetados e 1.165 mortos.

Em relação aos países africanos que têm o português como língua oficial, Angola regista 334 óbitos e 14.267 casos, seguindo-se Moçambique (121 mortos e 14.877 casos), Cabo Verde (104 mortos e 10.152 casos), Guiné Equatorial (85 mortos e 5.121 casos), Guiné-Bissau (43 mortos e 2.421 casos) e São Tomé e Príncipe (17 mortos e 974 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, a 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infeção, a 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.360.914 mortos resultantes de mais de 56,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.762 pessoas dos 249.498 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

MLL // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Deutsche Bank com lucro de 2.510 ME em 2021 obtém melhor resultado em 10 anos

Frankfurt, Alemanha, 27 jan 2022 (Lusa) - O Deutsche Bank obteve em 2021 um resultado líquido de 2.510 milhões de euros, quatro vezes superior ao de 2020 (624 milhões de euros) e o mais elevado desde 2011, foi hoje anunciado.

Renault, Nissan e Mitsubishi investem 23.000 ME na produção de automóveis elétricos

Paris, 27 jan 2022 (Lusa) - A parceria formada pela Renault, Nissan e Mitsubishi vai investir 23.000 milhões de euros nos próximos cinco anos no desenvolvimento e produção de novos automóveis elétricos, pretendendo lançar 35 novos modelos até 2030, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.