Info

Novos casos de infeção por Covid-19 diminuem em 16 concelhos da região Norte

Novos casos de infeção por Covid-19 diminuem em 16 concelhos da região Norte
| Norte
Porto Canal com Lusa

O número de novos casos de infeção pelo SARS-Cov-2 diminuiu entre a primeira e segunda semana de novembro em 16 concelhos do Norte, seis dos quais no distrito do Porto, revela um relatório da Administração Regional de Saúde.

O documento, a que a Lusa teve hoje acesso, reporta a evolução epidemiológica nos concelhos da região Norte entre a última semana de outubro [25 a 31 outubro] e a segunda semana de novembro [08 a 14 novembro].

Dos 16 concelhos da região Norte que registaram uma diminuição do número de novos casos de infeção, seis situam-se no distrito do Porto: Amarante (-6% de crescimento), Lousada (-17%), Matosinhos (-14%), Paços de Ferreira (-34%), Paredes (-17%) e Porto (-7%).

Destes concelhos, Paços de Ferreira foi o que registou a maior redução, sendo que o número de novos casos passou de 1.202 na primeira semana de novembro para 798 na segunda semana, de acordo com o relatório da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N)

A Paços de Ferreira, sucede-se Lousada, onde o número de novos casos passou de 894 para 745 entre as duas semanas, e Paredes, que passou de 1.007 casos na primeira semana de novembro para 831 casos na segunda.

Paços de Ferreira e Lousada foram, juntamente com Felgueiras, os primeiros concelhos do país a ficar semiconfinados na segunda vaga da pandemia.

Para estes municípios da zona do Tâmega e Sousa, o Governo decretou, a partir de 23 de outubro, o dever de permanência no domicílio, a proibição de quaisquer celebrações e eventos com mais de cinco pessoas (salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar), bem como a obrigatoriedade de os estabelecimentos encerrarem às 22:00, com algumas exceções.

De acordo com o relatório da ARS-N, o concelho de Felgueiras registou um crescimento de 9%, passando de 642 novos casos na primeira semana de novembro para 701 novos casos na segunda semana.

No distrito de Braga, o único concelho que acompanhou a tendência de decréscimo de novos casos foi Vizela, com uma redução de 1%, passando de 373 novos casos para 369.

Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura e Vila Nova de Cerveira foram os municípios do distrito de Viana do Castelo que registaram um decréscimo, sendo que o mesmo se fixou nos 10%, 36%, 35% e 29%, respetivamente.

Também em Bragança, os concelhos de Carrazeda de Ansiães e Miranda do Douro acompanharam esta tendência, com os novos casos a registarem uma redução de 44% e 28%.

Já em Vila Real, os concelhos de Murça (-73% de crescimento) Peso da Régua (-23%) e Sabrosa (-19%) também registaram uma diminuição do número de novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2.

De todos os distritos abrangidos pela ARS-N, o distrito do Porto foi o único que não registou um crescimento de novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2, mantendo-se o crescimento nos 0%.

Os restantes cinco distritos -- Aveiro [seis concelhos abrangidos pela ARS-N], Braga, Bragança, Viana do Castelo e Vila Real -- continuam a registar um crescimento do número de novos casos. 

Os 191 concelhos abrangidos pelas medidas mais restritivas do Governo devido ao Estado de Emergência iniciado a 09 de novembro têm mais de 240 casos de infeção pelo novo coronavírus por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Este critério foi definido pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, havendo uma exceção para surtos localizados em concelhos de baixa densidade.

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de novembro, período durante o qual há recolher obrigatório Nos concelhos de risco de contágio mais elevado e municípios vizinhos, foi implementado o recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00, e entre a partir das 13:00 dos fins de semana.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.319.561 mortos resultantes de mais de 54,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.472 pessoas dos 225.672 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

+ notícias: Norte

Associação de Agricultores queixa-se dos problemas a longo prazo, caso não chova

A Associação de Agricultores de Trás-os-Montes, representada pelo Engenheiro Agrónomo Jorge Nuno, queixou-se nos problemas a longo prazo, nomeadamente nos problemas de crescimento nas árvores, caso não chova ou caia neve "para haver um armazenamento de água no solo".

Centro de vacinação de Coimbrões conta com mais capacidade para casa aberta 

O novo centro de vacinação de Coimbrões, em Vila Nova de Gaia, conta com "mais capacidade e liberdade para a vacinação em casa aberta", disse a enfermeira responsável Cláudia Silveira, em declarações ao Porto Canal.

Cormeciantes mostram-se desiludidas com o esquecimento do Mercado do Bolhão nas campanha eleitoral

As comerciantes portuenses, falaram na manhã desta terça-feira ao Porto Canal e, mostraram-se desiludidas com o esquecimento dos candidatos na visita ao ao Mercado do Bolhão durante a campanha eleitoral. 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS