Covid-19: Pandemia já matou 1.328.048 pessoas no mundo

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 17 nov 2020 (Lusa) - A pandemia do novo coronavírus já matou pelo menos 1.328.048 pessoas no mundo desde que a OMS relatou o início da doença em dezembro, segundo o levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP de fontes oficiais às 11:00.

Mais de 55.022.350 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia e pelo menos 35.235.100 pessoas já foram consideradas curadas.

O número de casos diagnosticados, no entanto, reflete apenas uma fração do número real de infeções. Alguns países testam apenas os casos graves, outros priorizam o teste para rastreamento e muitos países pobres têm capacidade limitada de teste.

Na segunda-feira, 7.810 novas mortes e 529.892 novos casos foram registados em todo o mundo.

Os países que registaram o maior número de novas mortes nos seus levantamentos mais recentes foram os Estados Unidos com 1.008 novos óbitos, França (506) e Itália (504).

Os Estados Unidos são o país mais afetado em números de mortes e casos, com 247.229 óbitos para 11.206.054 casos, de acordo com o levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins. Pelo menos 4.244.811 pessoas foram declaradas curadas no país.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 166.014 mortes e 5.876.464 casos, a Índia com 130.519 óbitos (8.874.290 casos), o México com 98.861 mortes (1.009.396 casos) e o Reino Unido com 52.147 óbitos (1.390.681 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é o que possui o maior número de mortes em relação à sua população, com 124 mortes por 100.000 habitantes, seguida pelo Peru (107), a Espanha (88) e a Argentina (79).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 86.361 casos (15 novos entre segunda-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 81.374 recuperações.

A América Latina e o Caribe totalizaram às 11:00 de hoje 425.308 mortes para 12.101.300 casos, a Europa 342.547 óbitos (14.901.097 casos), os Estados Unidos e Canadá 258.227 mortes (11.505.246 casos), a Ásia 183.066 óbitos (11.531.906 casos), o Médio Oriente 70.321 mortes (2.965.005 casos), a África 47.638 mortes (1.987.747 casos) e a Oceania 941 mortes (30.052 casos).

Esta avaliação foi realizada com base em dados recolhidos pelos escritórios da AFP junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

CSR // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Trump pode ser detido esta terça-feira

O ex-presidente norte-americano Donald Trump enfrenta uma série de ações judiciais e investigações, mas é o caso de alegados pagamentos a uma atriz pornográfica que poderá levar a uma acusação sem precedentes na história do país.

Compra do Credit Suisse pelo UBS pode resultar na perda de 40 mil postos de trabalho

A compra do Credit Suisse pelo UBS pode resultar na perda de milhares de postos de trabalho. O Financial Times admite que os cortes possam mesmo chegar aos 40 mil trabalhadores.

Registado sismo de 6,5 no Afeganistão

Um sismo de magnitude 6,5 na escala de Richter foi resgatado, esta terça-feira, em partes do Afeganistão, Paquistão e Índia.