Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Espanha regista mais de 11 mil novas infeções sendo um terço em Madrid

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Madrid, 16 set 2020 (Lusa) -- Espanha contabilizou hoje 11.193 novos casos de covid-19, um terço dos quais em Madrid, elevando para 614.360 o número total de infetados até agora, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol.

Por outro lado, o país registou mais 239 mortes com a doença nas últimas 24 horas, aumentando o total de óbitos para 30.243.

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de infeções, tendo registado mais 3.438 do que o número notificado na terça-feira.

Deram entrada nos hospitais com a doença nas últimas 24 horas 1.315 pessoas, das quais 470 em Madrid, 158 na Andaluzia e 141 na Catalunha.

Há em todo o país 9.810 pessoas hospitalizadas com a doença, das quais um terço, 3.207, em Madrid, e 1.281 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos.

A região mais atingida, Madrid, com cerca de 6,6 milhões de habitantes num país que tem cerca de 47 milhões, decidiu tomar medidas "mais drásticas" para travar o avanço da covid-19, como o "confinamento seletivo" em áreas da cidade com uma maior incidência da pandemia, anunciaram hoje as autoridades regionais.

As medidas, que incluem restrições à mobilidade, irão muito provavelmente afetar os bairros do sul da cidade com forte presença da classe trabalhadora, onde as taxas de contágio do coronavírus têm vindo a aumentar de forma constante desde agosto.

No próximo fim de semana, as medidas serão detalhadas, pretendendo-se baixar a curva do número de pessoas infetadas, porque existe um "relaxamento" do comportamento dos cidadãos que "não se pode permitir", segundo o responsável regional da Saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 936 mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.878 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (41.684 mortos, mais de 378 mil casos), seguindo-se Itália (35.645 mortos, quase 291 mil casos), França (30.999 mortos, mais de 395 mil casos) e Espanha (30.243 mortos, mais de 614 mil casos).

FPB // ANP

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Putin ameaça com ataques "relâmpago" em caso de intromissão estrangeira

O Presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou hoje que responderá com um ataque "relâmpago" a qualquer ingerência estrangeira na Ucrânia, onde está há dois meses em curso uma guerra desencadeada pela invasão do exército russo.

Pelo menos nove civis mortos por bombardeamentos russos no leste e sul da Ucrânia

Pelo menos nove civis morreram hoje na sequência de bombardeamentos do exército russo no leste e sul da Ucrânia, anunciaram as autoridades locais. De acordo com informações do governador da região de Lugansk (leste da Ucrânia), Sergey Gadai, três civis morreram debaixo de escombros de um prédio atingido por um bombardeamento na cidade de Popasna, para onde tinham fugido a fim de, segundo a mesma fonte, "se proteger de mísseis russos".

Um outro bombardeamento, que atingiu a cidade de Kharkiv (também no leste), a segunda maior da Ucrânia, matou três pessoas e deixou sete feridas, duas delas com gravidade, anunciou o governador regional, Oleg Synegoubov, apelando aos moradores para terem "muito cuidado e, se possível, não saírem dos abrigos".

Outros dois civis foram mortos e seis ficaram feridos na região de Donetsk, segundo o governador, Pavlo Kyrylenko.

Rússia deixa de fornecer eletricidade à Finlândia a partir de sábado

Helsínquia, 13 mai 2022 (Lusa) -- A Rússia vai suspender as entregas de eletricidade para a Finlândia a partir de sábado, devido a contas não pagas, anunciou hoje o fornecedor RAO Nordic Oy, que detém a empresa russa InterRAO.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.