Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Moçambique retoma voos com seis países em regime de reciprocidade

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Maputo, 16 set 2020 (Lusa) -- Moçambique vai retomar voos regulares de transporte de passageiros e carga com seis países, incluindo Portugal, em regime de reciprocidade, após interrupção devido às restrições impostas pelo novo coronavírus, disse hoje à Lusa fonte oficial.

"Por agora são seis países que vão fazer os voos em regime de reciprocidade", disse João Abreu, presidente do conselho de administração do Instituto de Aviação Civil de Moçambique (IACM).

Segundo a circular de informação aeronáutica, publicada na página do IACM, estão autorizadas ligações com Portugal, Turquia, Qatar, Etiópia, Quénia e África do Sul, com uma frequência de dois voos por semana.

"As companhias aéreas dos demais países podem manifestar o interesse de voar para Moçambique através de canais diplomáticos", lê-se no documento, publicado em 11 deste mês.

A circular avança ainda algumas medidas de prevenção da covid-19, que deverão ser tomadas pela tripulação e passageiros de entradas internacionais.

Todos os passageiros devem apresentar um comprovativo de teste, "com resultado negativo e que tenha sido realizado no país de origem nas últimas 72 horas antes da partida" e observar uma quarentena de 10 ou 14 dias, consoante realizem novo teste em Moçambique.

Os membros da tripulação, nacionais ou estrangeiros, serão sujeitos a uma "estrita quarentena obrigatória", sob supervisão do Estado durante, no máximo, 24 horas do seu descanso de rotação, devendo ser também submetidos ao "rastreio observacional" para sintomas da covid-19, após o desembarque, avança-se no documento.

A aeronave deve ser totalmente desinfetada após cada voo e os passageiros e a carga devem ser também desinfetados antes do embarque.

"Os operadores aéreos devem notificar ao IACM e as autoridades de saúde por escrito sobre todos os casos suspeitos e ou confirmados, à chegada ou à partida", conclui-se na circular.

Desde o anúncio da primeira infeção pelo novo coronavírus, a 22 de março, Moçambique regista um total de 5.994 casos positivos, 39 óbitos e 3.267 (54%) de pessoas dadas como recuperadas da infeção.

LFO // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Putin ameaça com ataques "relâmpago" em caso de intromissão estrangeira

O Presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou hoje que responderá com um ataque "relâmpago" a qualquer ingerência estrangeira na Ucrânia, onde está há dois meses em curso uma guerra desencadeada pela invasão do exército russo.

Pelo menos nove civis mortos por bombardeamentos russos no leste e sul da Ucrânia

Pelo menos nove civis morreram hoje na sequência de bombardeamentos do exército russo no leste e sul da Ucrânia, anunciaram as autoridades locais. De acordo com informações do governador da região de Lugansk (leste da Ucrânia), Sergey Gadai, três civis morreram debaixo de escombros de um prédio atingido por um bombardeamento na cidade de Popasna, para onde tinham fugido a fim de, segundo a mesma fonte, "se proteger de mísseis russos".

Um outro bombardeamento, que atingiu a cidade de Kharkiv (também no leste), a segunda maior da Ucrânia, matou três pessoas e deixou sete feridas, duas delas com gravidade, anunciou o governador regional, Oleg Synegoubov, apelando aos moradores para terem "muito cuidado e, se possível, não saírem dos abrigos".

Outros dois civis foram mortos e seis ficaram feridos na região de Donetsk, segundo o governador, Pavlo Kyrylenko.

Rússia deixa de fornecer eletricidade à Finlândia a partir de sábado

Helsínquia, 13 mai 2022 (Lusa) -- A Rússia vai suspender as entregas de eletricidade para a Finlândia a partir de sábado, devido a contas não pagas, anunciou hoje o fornecedor RAO Nordic Oy, que detém a empresa russa InterRAO.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.