Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

UE/África: Portugal um dos 13 países que contribui para missão militar na RCA

| Mundo
Fonte: Agência Lusa

Bruxelas, 02 abr (Lusa) - Portugal é um dos 13 países que contribuem para a missão militar da União Europeia na República Centro-Africana, que deverá estar operacional no terreno no final de maio, indicou hoje em Bruxelas o comandante da operação.

O general Philippe Pontiès fez hoje em Bruxelas o ponto da situação da missão "EUFOR RCA", no dia em que se celebrou, à margem da IV Cimeira UE-África, uma "mini-cimeira" sobre a situação na República Centro-Africana, com a participação dos líderes políticos de vários países africanos vizinhos e Estados-membros da UE envolvidos, entre os quais Portugal, que esteve representado pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

O general francês especificou os contributos oferecidos por 13 países - 12 Estados-membros da UE e um país terceiro, a Geórgia, que fornece uma companhia de combate -, tendo referido que Portugal participará na força de gendarmaria (força policial militar, através de elementos da Guarda Nacional Republicana), e disponibilizará um avião de transporte C-130, no teatro de operações.

Os outros países que contribuem para a "EUFOR RCA", que no total contará com cerca de 1.000 militares, são França (que já tem 2.000 homens no terreno e participará na missão com uma companhia de combate, meios de transporte e manutenção e gendarmaria), Espanha (forças especiais e contributo para força de gendarmaria), e ainda Estónia, Letónia, Polónia, Itália e Finlândia, também com meios humanos, e Alemanha, Luxemburgo, Reino Unido e Suécia, sendo que estes quatro países contribuem através de meios logísticos, designadamente transporte aéreo estratégico.

A 21 de fevereiro passado, depois de um encontro informal de ministros da Defesa da UE, o ministro José Pedro Aguiar-Branco indicou, em declarações à Lusa, que a participação de Portugal na missão - que deverá prolongar-se até seis meses a partir do momento que esteja operacional - deverá restringir-se a um mês.

"A nossa participação está apontada para um mês. E depois logo se veria se haveria condições ou interesse de ver renovada essa participação. Tem a ver com as condições das estimativas orçamentais para 2014", afirmou.

ACC/ATF/IG/VM // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Militar cercado em Azovstal partilha fotografias do interior dos abrigos. Veja as imagens aqui

Um militar ucraniano do regimento Azov colocou à disposição do público uma seleção de fotografias tiradas no interior da fábrica de aço Azovstal, último reduto da resistência ucraniana na cidade portuária de Mariupol.

Putin ameaça com ataques "relâmpago" em caso de intromissão estrangeira

O Presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou hoje que responderá com um ataque "relâmpago" a qualquer ingerência estrangeira na Ucrânia, onde está há dois meses em curso uma guerra desencadeada pela invasão do exército russo.

Ucrânia: PM da Eslováquia sublinha necessidade urgente do país abandonar gás russo

Genebra, 25 mai 2022 (Lusa) -- O primeiro-ministro da Eslováquia, Eduard Heger, disse hoje que o país percebeu a necessidade de se desligar total e rapidamente do gás russo, do qual ainda depende apesar de há 15 anos vir diversificando as fontes de energia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.