Sapo
Jornal das 13 Jornal Diário Grande Entrevista

É desejo dos portistas presença na final da "Champions" na Luz afirma Pinto da Costa

É desejo dos portistas presença na final da "Champions" na Luz afirma Pinto da Costa
| FC Porto
Porto Canal

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, reconheceu hoje que será "difícil" a presença na final da Liga dos Campeões em futebol, que vai disputar-se no Estádio da Luz, mas que é um "desejo" de todos os portistas.

"Naturalmente que é o desejo não só dos portistas de Toronto, mas de todos. Agora vamos vivendo jogo a jogo porque sabemos que não é só para nós, é para qualquer clube muito difícil chegar lá e só dois chegam lá', disse esta tarde o líder dos azuis e brancos durante a inauguração da sede do FC Porto de Toronto, perante mais de uma centena de portistas.

Quando questionado se uma final entre portistas e benfiquistas seria uma "guerra norte e sul", ou uma apenas uma final portuguesa, Pinto da Costa foi perentório: "Seria uma honra para Portugal. Já aconteceu uma final portuguesa há dois anos em Dublin [entre FC Porto e Sporting de Braga, na Liga Europa], seria sobretudo uma festa do futebol português".

Também questionado sobre a profissionalização da arbitragem, o presidente do FC Porto diz que é "um defensor" dessa medida para que os juízes se possam "preparar condignamente" como em qualquer profissão.

"Há árbitros que terminam os jogos perto da meia-noite e por vezes têm de efetuar centenas de quilómetros. Depois, no dia seguinte, têm de estar a trabalhar às 8:00 ou 9:00 da manhã, o que é desumano. Por isso, concordo perfeitamente com a profissionalização', exemplificou.

Por fim, quando um jornalista questionou se a profissionalização vai pacificar as polémicas existentes, Pinto da Costa foi irónico, dizendo que, para isso, seriam precisos "milhares de pombas brancas, que fossem buscar esses incendiários que estão normalmente em alguns jornais".

Pinto da Costa, que hoje inaugurou a sede do FC Porto em Toronto, perante mais de uma centena de portistas, disse que apenas tem de "escolher o treinador do FC Porto" quando questionado se Paulo Bento era uma boa escolha para orientar a seleção.

"Não tenho de aceitar ou deixar de aceitar. A seleção compete à federação. Escolheram-no, é o treinador de todos os portugueses", considerou.

Pinto da Costa também abordou o empate de sexta-feira (1-1), na receção a Israel, um encontro disputado no Estádio José de Alvalade, em Lisboa, da penúltima jornada do Grupo F europeu de apuramento para o Mundial no Brasil em 2014.

O dirigente portista esclareceu que não teve hipótese de acompanhar o jogo, já que se encontrava no avião a caminho do Canadá, mas admitiu ter recebido uma "má notícia" quando o informaram do resultado.

Para Pinto da Costa, o empate foi um resultado "muito mau e totalmente inesperado", mas não se quis alongar muito mais, pois não acompanhou o desenrolar do encontro.

No entanto, o presidente do FC Porto não tem dúvida que Portugal "vai estar no Brasil".

"Não tenho a mínima dúvida que vamos estar no Brasil. Seria quase ridículo que uma seleção cheia de talentos e com o melhor jogador do mundo não estivesse no Mundial", rematou.

O líder portista vai estar em Toronto cerca de uma semana e hoje, a partir das 18:30 (23:30 em Lisboa), estará no jantar do 26.º aniversário do FC Porto de Toronto.

twitter facebook Google plus imprimir
Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
comments powered by Disqus

ÚLTIMAS NOTÍCIAS