Info

Morreu ex-ministro Pedro Pires de Miranda

| País
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 21 abr (Lusa) -- O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Pedro Pires de Miranda morreu segunda-feira, aos 87 anos, disse hoje à agência Lusa fonte da agência funerária.

De acordo com a agência funerária que está a tratar das cerimónias fúnebres, o corpo do antigo ministro vai estar em câmara ardente a partir das 18:00 de hoje, nas capelas exéquias São João de Deus, na Praça de Londres, Lisboa.

Na quarta-feira são realizadas as exéquias fúnebres, com celebração de missa de corpo presente, cerca das 15:30, seguindo depois o corpo para o crematório da Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira.

Pedro Pires de Miranda, natural de Leiria, licenciou-se em engenharia civil no Instituto Superior Técnico, tendo sido convidado pelo primeiro-ministro Alfredo Nobre da Costa para assumir o cargo de ministro do Comércio e Turismo do III Governo Constitucional, entre 29 de agosto de 1978 até 15 de setembro de 1979.

Em 1979 foi presidente da Comissão de Integração Europeia e em 1980, antes de ser nomeado embaixador para os assuntos petrolíferos do VI governo constitucional liderado por Sá Carneiro, assumiu a presidência da Comissão de Integração Europeia.

Já em junho de 1985 voltou a ter uma pasta do governo, tendo sido nomeado por Cavaco Silva ministro dos Negócios Estrangeiros, cargo que ocupou durante dois anos.

A 08 de junho de 2009 recebeu a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

RCP // SMA

Lusa/fim

+ notícias: País

Governo diz que normalidade voltou aos dez hospitais onde decorria a "greve cirúrgica"

O Ministério da Saúde disse esta quarta-feira que a normalidade regressou aos dez hospitais onde decorre a "greve cirúrgica" dos enfermeiros nos blocos operatórios.

Detetada 'legionella' no edifício do IPO de Lisboa mas sem doentes infetados

A bactéria da 'legionella' foi detetada no edifício do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, mas "não há nenhum doente infetado" ou com suspeita de infeção, disse hoje à Lusa o presidente da instituição.

Infarmed alerta para ilegalidade de produtos para disfunção erétil

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) alertou para a existência de três produtos para disfunção erétil que contêm substâncias que só podem ser utilizadas em fármacos e sem autorização de venda em Portugal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.