Info

Covid-19: Hospital São João no Porto com serviços em contentores para dar maior resposta

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 25 mar 2020 (Lusa) - O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), no Porto, tem a funcionar desde terça-feira em contentores, instalados junto ao hospital de campanha, serviços dedicados exclusivamente a casos de covid-19, adiantou hoje à Lusa fonte oficial da unidade de saúde.

Os contentores, que começaram a ser montados há cerca de duas semanas, são uma "nova resposta" à pandemia da covid-19 e integram-se naquele que é um "plano mais vasto de previsão e contínua antecipação da dinâmica da progressão desta", referiu a fonte.

"Nesta nova fase, o CHUSJ tem assistido a um aumento da procura, especialmente com quadro clínico mais severo, o que justificou a abertura nesta semana desta nova resposta", vincou.

Esta nova área destina-se a doentes moderados com suspeita de infeção pelo novo coronavírus e tem gases medicinais e um equipamento de radiografia digital, complementando o trabalho feito no hospital de campanha do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Além dos contentores, a unidade hospitalar está a instalar um novo equipamento de TAC de 32 coortes, junto à área de doentes graves do serviço de urgência, que deverá estar operacional no próximo sábado e que permitirá uma "informação imagiológica bastante exigente para os casos complexos", disse à Lusa o diretor do Serviço de Radiologia.

Este TAC, tratando-se de uma resposta "inovadora" a doentes covid-19, vai possibilitar um diagnóstico, uma estratificação do risco e uma intervenção mais precoce e mais efetiva, sublinhou António Madureira.

Outra das vantagens assenta no facto dos doentes suspeitos não terem de entrar no espaço físico do hospital e "misturar-se" com os outros pacientes, a aguardar no serviço de urgência por outras patologias, frisou.

O médico ressalvou que, desta forma, o TAC da urgência e o serviço de radiologia continuam a funcionar normalmente e a dar assistência a pacientes de outros serviços, sem estarem a ser afetados pelos exames feitos aos doentes com covid-19.

"Vamos poder avaliar, de modo mais fiável, a repercussão da doença a nível pulmonar e, assim, fazer uma melhor orientação e tratamento", realçou.

Em Portugal, há 43 mortes, mais 10 do que na véspera (+30,3%), e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira (+26,8%).

Dos infetados, 276 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 22 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

SVF // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Covid-19: Centro de testes ao novo coronavirus já está em funcionamento em Gondomar

No Pavilhão Multiusos de Gondomar já está em funcionamento o centro de testes à Covid-19. Entre as medidas de contenção levadas a cabo pela autarquia está também a disponibilização de 800 tablets a alunos do concelho e acesso à Internet.

Covid-19: Rede solidária faz nascer hospital de retaguarda em Viana do Castelo

Uma semana bastou a cerca de uma centena de voluntários de Viana do Castelo para pôr de pé um hospital preparado para receber doentes de covid-19, em recuperação, através de uma rede de solidariedade que mobilizou várias freguesias.

Covid-19: Inquérito do ISPUP indica 6 novos testes diários por cada mil pessoas

Um inquérito do Instituto Superior de Saúde Pública (ISPUP) junto de mais de 6.000 portugueses concluiu que têm sido realizados diariamente cerca de seis testes de covid-19 por cada mil pessoas e diagnosticado "perto de três novos casos".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.