Info

Crescimento da construção deverá abrandar para 5,5% em 2020 - FEPICOP

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 02 jan 2020 (Lusa) -- A produção no setor da construção deverá crescer 5,5% em 2020, representando um ligeiro abrandamento face ao ritmo de crescimento de 2019 (6%), segundo as previsões da Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FEPICOP), hoje divulgadas.

"Para 2020, as previsões da FEPICOP para a produção do setor da construção apontam para a manutenção de uma trajetória positiva, antecipando-se um crescimento de 5,5% para o total do ano", lê-se no comunicado enviado pela federação.

Apesar do ligeiro abrandamento do ritmo de crescimento face a 2019, a FEPICOP considera, ainda assim, que as previsões confirmam a "continuação do ciclo de recuperação que se iniciou em 2017", depois da "grave e longa crise" que o setor viveu a partir de 2002.

A verificar-se este crescimento em 2020, aquela federação refere que o setor crescerá 23% entre 2017 e 2020, depois de uma queda acumulada de 60% registada entre 2002 e 2016.

A evolução mais significativa deverá observar-se no segmento da construção de edifícios residenciais, com um crescimento esperado de 9% para 2020, com a sua componente de construção nova a crescer 10%.

Ainda na parcela de construção de edifícios residenciais, a componente de reparação/manutenção deverá registar a evolução mais moderada das estimadas desde 2016, com um crescimento de 8%, depois de "vários anos" em que este tipo de trabalhos assumiu "o papel de motor de crescimento deste segmento", diz a FEPICOP.

Espera-se também uma evolução positiva na construção de edifícios não residenciais (+2,4%), devido ao crescimento de 2% da componente privada, em 2020, e a manutenção esperada do ritmo de crescimento de 3% da componente pública.

Por último, os dados daquela federação apontam ainda para um aumento de 5% na produção do segmento dos trabalhos de engenharia civil em 2020 (tinha crescido 4,0% em 2019), resultante do "anunciado reforço do investimento público, refletido na proposta de Orçamento do Estado para 2020" e do "forte crescimento observado no mercado das obras públicas ao longo de 2019".

A confirmar-se esta previsão, este segmento crescerá 18% entre 2017 e 2020, após a queda acumulada de 46% observada entre 2002 e 2016.

MPE // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Boticas e Montalegre excluídas do concurso de pesquisa de lítio por já terem licenças

O Governo não vai avançar com concurso público para a pesquisa de lítio em Boticas e Montalegre, duas das nove áreas identificadas como tendo grande potencial, por já existirem licenças de prospeção atribuídas, adiantou hoje o ministro do Ambiente.

Exportações de componentes automóveis batem "recorde absoluto" em 2019

As exportações da indústria portuguesa de componentes para automóveis bateram um "novo recorde absoluto" em 2019, ao aumentarem 4,2% para 9.749 milhões de euros, divulgou, esta segunda-feira, a associação setorial.

PIB supera estimativa do Governo e cresce 2,0% em 2019

A economia portuguesa cresceu 2,0% em 2019, uma décima acima do estimado pelo Governo, de acordo com a divulgação dos números do Produto Interno Bruto (PIB) hoje feita pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.