Info

Marcelo Rebelo de Sousa não responde a Moreira e Medina mas adverte que quem quer a Regionalização não deve precipitar-se

| Política
Porto Canal com Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, advertiu esta quinta-feira que quem quer a regionalização do país não deve precipitar-se, considerando que "é preciso não cometer erros de percurso".

Atualizado 06-12-2019 11:16

"Quem quer a regionalização não deve precipitar-se, porque esse pode ser o grande obstáculo à regionalização. Quem não quer, é-lhe indiferente, pois essa precipitação pode até ser um argumento para não se regionalizar", disse Marcelo Rebelo de Sousa, à margem de uma visita a uma escola em Vila do Conde, no distrito do Porto.

O chefe de Estado não quis comentar as declarações dos presidentes de Câmara de Lisboa e Porto, Fernando Medina e Rui Moreira, que apontaram que Marcelo Rebelo de Sousa seria "um obstáculo" à regionalização".

"Se se quer regionalizar, com um modelo virado para o futuro, diferente do modelo de há 20 anos, e com cabeça tronco e membros, é preciso não cometer erros de percurso e não haver precipitações, que seriam um obstáculo", disse o presidente da República.

Sobre a proposta do CDS-PP, na Assembleia da República, para realização de um novo referendo sobre o tema, o chefe de Estado preferiu "não se pronunciar sobre matérias discutidas no parlamento"

Marcelo Rebelo de Sousa abordou este tema regionalização no decurso de uma visita à Escola Básica Dr. Carlos Pinto Ferreira, na freguesia de Junqueira, em Vila do Conde, considerada um dos melhores estabelecimentos públicos de ensino do país, pelos dados disponibilizados, este ano, pelo Ministério da Educação.

"Havendo muitas escolas excelentes em Portugal, esta é uma delas, em termos de aproveitamento, qualidade de ensino, ambiente no agrupamento, e visão de futuro. É um projeto educativo que me parece muito interessante e virado para o futuro. Estar aqui é para agradecer, apoiar, e estimular um domínio fundamental para o avanço do país", vincou o presidente da República.

+ notícias: Política

Peticionários pedem na Assembleia da República suspensão do prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões

Peticionários pela suspensão do prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões, em Matosinhos, foram hoje ouvidos no parlamento, onde defenderam a suspensão e uma reavaliação do projeto.

António Costa afirma que é necessário investir nas regiões do Interior

O Governo está deslocalizado durante dois dias em Bragança com a intenção de exercer uma governação de proximidade. António Costa ouviu as reclamações e sugestões de agricultores do distrito e deu especial atenção aos investimentos da região.

Marta Temido visita Unidade Hospitalar de Bragança

A ministra da Saúde também faz parte da comitiva de António Costa e visitou a Unidade Hospitalar de Bragança, distrito que enfrenta um envelhecimento da classe médica e dificuldade em fixar profissionais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

"A Amália Rodrigues mexeu...