Info

A4 reaberta em Mirandela depois de oito horas cortada devido a despiste

| Norte
Porto Canal com Lusa

Mirandela, Bragança, 25 out 2019 (Lusa) -- A Autoestrada 4 (A4) reabriu ao trânsito na zona de Mirandela, depois de cerca de oito horas cortada, num percurso de seis quilómetros, devido ao despiste de um camião na madrugada de hoje, disse fonte da GNR.

O acidente sem vítimas ocorreu "às 03:45", segundo o comando distrital de Bragança da GNR, e obrigou ao corte da autoestrada, entre os nós de Mirandela e do Romeu, no sentido Mirandela-Bragança e a condicionar o trânsito no sentido contrário.

Segundo a fonte da GNR, pelas 12:30, a circulação naquele troço da A4 fazia-se ainda de forma condicionada.

O corte foi efetuado para permitir a operação de remoção do veículo pesado de mercadorias e dos destroços, bem como para proceder à limpeza da via e à reparação de equipamento, como o separado central.

O trânsito, no sentido Mirandela-Romeu, foi desviado para a estrada nacional 15 (EN15), a via que antigamente ligava Bragança ao Porto e que foi substituída primeiro pelo itinerário principal nº.4 (IP4) e mais recentemente pela Autoestrada Transmontana, o troço da A4, entre Vila Real e Bragança.

HFI (JMC)// JAP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

CCDR-N dá parecer desfavorável à localização do aterro da Resinorte na Trofa

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) emitiu hoje um parecer desfavorável ao licenciamento do aterro da Resinorte previsto para a freguesia de Covelas, concelho da Trofa, anunciou o Ministério do Ambiente.

Mercado Abastecedor com postos de venda encerrados depois de dois casos confirmados de infeção por Covid-19

Estão confirmados dois casos de infeção e um suspeito por Covid-19 em funcionários dos postos de venda do Mercado Abastecedor do Porto, anuncia em comunicado ao Porto Canal o Conselho de Administração que tomou conhecimento dos casos através da Unidade de Saúde do Porto. O Mercado Abastecedor do Porto procedeu ao encerramento imediato dos postos de venda nos quais os trabalhadores infetados operavam por instrução da Delegação de Saúde.

Provedor de irmandade de Braga diz que nunca exigiu "um centavo" a ninguém

O provedor da Irmandade de Santa Cruz, em Braga, afirmou hoje que, desde que exerce o cargo, nunca pediu ou mandou pedir “um centavo que fosse” para o acolhimento de idosos no lar da instituição.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.