Info

Hospital Santo António diz que serviços mínimos não foram cumpridos na greve dos enfermeiros

Hospital Santo António diz que serviços mínimos não foram cumpridos na greve dos enfermeiros
| Norte
Porto Canal com Lusa

O diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário do Porto disse esta terça-feira à Lusa que os enfermeiros não cumpriram os serviços mínimos decretados para a greve, tendo sido operados apenas cinco dos 26 doentes considerados como "prioritários".

Em declarações à Lusa, José Barros adiantou que para hoje estavam agendados 30 doentes em 12 salas operatórias para cirurgia convencional e, desses, o hospital considerou que 26 cumpriam os atuais critérios de "serviços mínimos" (muito prioritários, prioritários, oncológicos ou TMRG [tempos máximos de resposta garantidos] expirados ou a expirar durante a greve).

Das 12 salas funcionaram apenas duas e foram operados cinco doentes, todos oncológicos, um de neurocirurgia e quatro de urologia, revelou.

José Barros acrescentou que quatro doentes, igualmente oncológicos e que são tidos como prioritários ou muito prioritários, não foram sujeitos a cirurgia.

A operação de um doente com ileostomia por colectomia total (colite ulcerosa) e hipocoagulado foi adiada já pela segunda vez devido à greve dos enfermeiros, contou.

Posto isto, o diretor clínico considerou que os serviços mínimos "não foram cumpridos", acrescentando que comunicou aos sindicatos na segunda-feira à noite que 26 dos 30 doentes agendados para cirurgia cumpriam os seus critérios.

"Temos mandado a lista para os sindicatos, mas nunca nos responderam", frisou.

O diretor clínico explicou que alguns destes doentes, nomeadamente aqueles com doença oncológica, foram remarcados para quarta-feira, mas assumiu desconhecer se a cirurgia se vai ou não realizar.

"Já comunicamos estes dados ao Ministério da Saúde, estamos agora à espera de instruções e de que agilize os serviços mínimos", referiu.

Ao final da tarde, os sindicatos vão reunir com o hospital, revelou.

Relativamente ao Centro Materno-Infantil do Norte, e segundo os dados obtidos pelo centro hospitalar universitário, estavam agendadas 14 cirurgias para hoje, tendo sido realizadas metade delas, nomeadamente três crianças e quatro mulheres com doença oncológica.

A greve dos enfermeiros decorre desde quinta-feira e estende-se até fim de fevereiro em blocos operatórios de sete hospitais públicos, sendo que a partir de sexta-feira passa a abranger mais três hospitais num total de dez.

O secretário de Estado Adjunto da Saúde suspendeu relações institucionais com a Ordem dos Enfermeiros na sequência de posições e declarações da bastonária sobre a greve em blocos operatórios, segundo uma nota enviada à agência Lusa pelo gabinete de Francisco Ramos.

+ notícias: Norte

Autoridades investigam morte de homem em Chaves

Um homem foi encontrado morto num edifício em Chaves, distrito de Vila Real, estando as autoridades a investigar as circunstâncias da ocorrência, disse à Lusa fonte da GNR.

Vitor Herdeiro já não vai ser o novo presidente do Centro Hospitalar Gaia/ Espinho

O nome de Vítor Herdeiro está envolvido em polémica no que toca à nomeação para novo presidente da administração do Centro Hospitalar Gaia/ Espinho, como tinha noticiado o Porto Canal no dia 2 de abril deste ano, visto que o gestor já não vai ser o novo presidente daquela instituição.

Crianças em contentores no Hospital de São João vão para edifício principal em junho

O Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, avançou hoje à Lusa que as crianças internadas em contentores serão transferidas para o edifício principal no próximo mês de junho.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS