Info

Morreu estrela do cinema da Coreia do Sul raptada em 1978 pela Coreia do Norte

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Seul, 17 abr (Lusa) - Uma atriz sul-coreana, raptada por ordem do pai do atual líder da Coreia do Norte e obrigada a fazer filmes para o regime, morreu com 91 anos, anunciou hoje a família.

Choi Eun-hee foi, entre 1950 e 1970, uma estrela do cinema sul-coreano, antes de ser raptada por agentes norte-coreanos em Hong Kong em 1978, sob ordens de Kim Jong-il, um apaixonado pela sétima arte.

Pouco tempo depois, o ex-marido, o famoso realizador sul-coreano Shin Sang-ok, foi também raptado pelos norte-coreanos.

O casal foi obrigado a ficar na Coreia do Norte durante oito anos, tendo filmado em conjunto uma dezena de filmes a pedido de Kim Jong-il. Apesar da vigilância permanente de agentes norte-coreanos, os dois deslocavam-se com frequência ao estrangeiro para filmar ou para assistir a festivais de cinema.

Choi chegou a ser proclamada melhor atriz no festival internacional de cinema de Moscovo, em 1985, pelo papel em "Sal", sobre coreanos que combatem contra o colonizador japonês entre 1910 e 1945.

O casal, que se tinha divorciado em 1976, voltou a casar-se, durante uma viagem à Hungria, a pedido de Kim.

Depois de terem participado na Berlinale de 1986, os dois conseguiram fugir através da embaixada norte-americana em Viena. Viveram nos Estados Unidos durante mais de dez anos e só regressaram à Coreia do Sul em 1999.

Shin morreu em 2006. A vida do casal inspirou vários livros e filmes.

O funeral da atriz, que participou em mais de 100 filmes, muitos dos quais realizados por Shin, vai realizar-se na quinta-feira, em Seul.

A Coreia do Norte raptou centenas de sul-coreanos, ao longo das décadas que se seguiram à Guerra da Coreia.

EJ // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Novo balanço de ataque em Estrasburgo dá conta de dois mortos e 14 feridos

O balanço do ataque ao mercado de Natal em Estrasburgo, na noite de terça-feira, foi revisto esta quarta-feira de manhã pela prefeitura de Bas-Rhin, que deu conta de dois mortos, sete feridos graves e sete feridos ligeiros.

Parlamento venezuelano declara que eleições de domingo são inexistentes

A Assembleia Nacional da Venezuela, onde a oposição detém a maioria, aprovou na terça-feira um acordo no qual se declara como inexistentes as eleições locais venezuelanas de domingo por, alegadamente, violarem a Constituição.

Freiras desviaram fundos de escola católica para jogar em Las Vegas

Duas freiras norte-americanas admitiram terem desviado fundos escolares estimados em 500 milhões de dólares para realizarem viagens aos casinos de Las Vegas, anunciou na segunda-feira a arquidiocese de Los Angeles.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.