Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Continente vai estar sob aviso amarelo devido à chuva, vento e agitação marítima

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 mar (Lusa) -- Todos os distritos de Portugal continental vão estar na quarta-feira sob aviso amarelo, uns devido a agitação marítima e outros por causa da chuva e vento forte, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o Instituto, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Bragança, Vila Real, Porto, Guarda, Viseu, Aveiro, Coimbra e Castelo Branco vão estar sob aviso amarelo devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte, passando a regime de aguaceiros, por vezes fortes e de granizo e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.

O aviso para a precipitação vai estar em vigor entre as 12:00 e as 18:00 de quarta-feira.

Estes distritos vão estar também sob aviso amarelo devido ao vento forte com rajadas da ordem dos 90 quilómetros por hora, podendo atingir os 100 nas terras altas entre as 09:00 e as 15:00 de quarta-feira.

Os distritos de Santarém, Portalegre, Lisboa, Santarém, Leiria, Setúbal, Évora, Beja e Faro vão estar sob aviso amarelo até às 15:00 por causa do vento forte.

O IPMA emitiu também aviso amarelo entre as 15:00 de quarta-feira e as 06:00 de sexta-feira para toda a costa portuguesa devido á agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste com 04 a 05 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

Também a Madeira está até ao final do dia de hoje sob aviso laranja devido ao vento e agitação forte.

De acordo com a Marinha Portuguesa, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, São Martinho do Porto e Ericeira estão hoje fechadas à navegação e as de Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Douro e a de Aveiro estão condicionadas.

Portugal continental e os arquipélagos dos Açores e da Madeira vão ser afetados a partir de hoje pela passagem da depressão "Gisele", que vai trazer chuva e vento forte e agitação marítima, segundo a meteorologista Ângela Lourenço.

"Vamos ter novamente o impacto de uma depressão. Vamos ter precipitação e vento forte e novamente um episódio de agitação marítima a partir de amanhã, dia 14, no continente e na Madeira, mas no caso dos Açores chega já hoje", disse a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

DD // SB

Lusa/Fim

+ notícias: País

Trabalhadores do Infarmed voltam a rejeitar deslocalização para o Porto

A quase totalidade dos trabalhadores do Infarmed discorda da deslocalização da Autoridade do Medicamento de Lisboa para o Porto e apenas sete por cento estaria disponível para se mudar, segundo dados de um inquérito realizado hoje.

Ordem dos Médicos diz que relatório mostra que parceiros têm razão sobre lacunas na saúde

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que o Relatório de Primavera 2018, que aponta diversas lacunas ao nível da saúde, veio apenas demonstrar o que tem sido referido pelos parceiros do setor sobre a falta de investimento no setor.

Atualizado 19-06-2018 15:11

Hospitais públicos estão endividados e "à beira de um ataque de nervos"

Os hospitais públicos estão endividados e "à beira de um ataque de nervos", mostrando que a crise económica continua no setor hospitalar, segundo o relatório do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.