Info

Sérgio Conceição: “Vamos continuar a lutar contra tudo e contra todos”

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

O FC Porto perdeu este domingo em Paços de Ferreira (1-0), na 26.ª jornada da Liga NOS, e viu o Benfica reduzir para dois pontos a diferença que o separa dos Dragões, líderes do Campeonato.

No final de um “espetáculo horrível” na Capital do Móvel, Sérgio Conceição reconheceu que os Dragões podiam e deviam ter feito mais, mas o antijogo pacense e a complacência de Bruno Paixão impediram a reação portista, pese embora a grande penalidade desperdiçada por Brahimi (67m).

Antijogo do início ao fim
“Jogar aqui, com estas condições, é difícil. Podíamos e devíamos ter feito mais, é verdade, mas depois do golo não houve mais jogo. Estou desiludido. Houve demasiado antijogo e o árbitro permitiu paragens constantes. Não sei se isto era estratégia, ou não, do nosso adversário, mas não me lembro de estar presente num jogo assim. Não gosto de perder, mas foi incrível, com jogadores constantemente no chão. Gostava de saber qual foi o tempo útil de jogo, mas acredito que não tenha sido mais do que 20/25 minutos.”

Tudo pelo pontinho
“O tempo de compensação foi curto, sem dúvida nenhuma. Não se jogou praticamente. Falhámos um penálti e outras ocasiões que normalmente não falhamos, é verdade, mas vale tudo para conseguir um pontinho. Hoje, o Paços de Ferreira até conseguiu três. Foi uma vergonha e nós fizemos parte dessa vergonha. Como treinador, assumo a minha culpa. Agora vamos analisar o que correu mal e trabalhar durante a semana para vencermos o próximo jogo.”

Faltou (a) dinâmica num espetáculo horrível
“O meu desagrado é geral. Toda a dinâmica da equipa não foi a habitual, primeiro pelas condições climatéricas, e depois devido a alguma apatia no início do jogo. Além disso, o tempo útil de jogo foi muito pouco, o que é algo que prejudica uma equipa como a nossa, que joga sempre com muita intensidade e num ritmo alto. Assim fica difícil. Foi um espetáculo horrível.”

Até ao fim na luta pelo título
“A resposta é ganhar o próximo jogo e fazer o resto do Campeonato de acordo com o que fizemos até hoje. Só dependemos de nós. Ainda podemos empatar um jogo e ganhar os outros sete. Vamos continuar a lutar contra tudo e contra todos e no fim fazemos as contas. Vamos chegar ao fim e com certeza vamos conseguir aquilo que toda a gente quer.”

Bruno Paixão
“Há os artistas da arbitragem e sinceramente não entendo a paciência que ele teve em deixar andar um jogo que era constantemente parado. E depois mostrar dois cartões amarelos nos descontos. Para isso, mais vale não mostrar.”

+ notícias: FC Porto

Romário Baró: "Temos de fazer fora o que fazemos em casa"

Depois de uma vitória indiscutível na receção à Académica (3-0), o FC Porto B tem uma difícil deslocação a Paços de Ferreira na 12.ª jornada da Ledman LigaPro (sábado, 11h00, Sport TV).

Cabestany: "Estamos habituados a grandes palcos"

O FC Porto Fidelidade está em San Juan, na Argentina, onde vai disputar a Taça Intercontinental de hóquei em patins. Nas meias-finais da prova, os Dragões vão defrontar o CL Murialdo no Estadio Aldo Cantoni, num encontro marcado para esta sexta-feira, a partir das 22h30 portuguesas e com transmissão em direto no Porto Canal.

Tulipa: "Queremos estar por cima durante todo o jogo”

Depois de um empate em Guimarães (2-2) na ronda inaugural da 2.ª fase do Campeonato Nacional de Juniores B, a equipa de Sub-17 do FC Porto está de volta ao Olival na 2.ª jornada, que reserva uma receção ao Sporting de Braga (domingo, 11h00, Porto Canal).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.