Info

Morreu o arquiteto Raul Hestnes Ferreira

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 fev (Lusa) - O arquiteto Raul Hestnes Ferreira, 86 anos, morreu no domingo à noite, em Lisboa, disse hoje à agência Lusa uma fonte da Ordem dos Arquitetos (OA).

Raul Hestnes Ferreira nasceu em Lisboa, em 1931, e o gosto pela arquitetura surgiu-lhe muito cedo devido ao contacto com Francisco Keil do Amaral.

Estudou na Escola Superior de Belas Artes, em Lisboa, onde recebeu o diploma de arquiteto, em 1961, foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, nos Estados Unidos, na Universidade de Yale e na Universidade de Pensilvânia, depois de ter passado pela escola de Helsínquia, na Finlândia.

Filho do escritor José Gomes Ferreira (1900-1985), Hestnes Ferreira projetou, entre outros edifícios, a Casa da Cultura de Beja, a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, o novo edifício do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, a Biblioteca de marvila, a Casa de Albarraque, que desenhou para o pai, em Cascais.

Fez igualmente o projeto de renovação do café Martinho da Arcada, na capital, e a remodelação e valorização do Museu de Évora. Esteve entre os finalistas a concurso para a Ópera da Bastilha, em Paris.

Entre os projetos habitacionais, conta-se o do bairro das Fonsecas e Calçada, em Alvalade, em Lisboa, das cooperativas Unidade do Povo e 25 de Abril, que remonta a 1975.

Recebeu o Prémio Nacional de Arquitectura e Urbanismo, da secção portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte, o Prémio Nacional de Arquitetura da antiga associação de arquitetos (anterior à Ordem) e Prémio Valmor.

Raul Hestnes Ferreira era pai do ator Pedro Hestnes (1962-2011).

CP // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Profissionais da ASAE exigem consultas de medicina em falta há quatro anos

O Sindicato Nacional dos Profissionais da ASAE (SNP-ASAE) defendeu este domingo a realização das consultas de medicina do trabalho a estes funcionários ainda no primeiro trimestre de 2019.

Polícia apreende 400 quilos de cocaína e detém oito pessoas em Portugal e Espanha

Oito pessoas foram detidas no norte de Portugal e na Galiza pelas autoridades dos dois países, que apreenderam 400 quilos de cocaína, segundo a agência de notícias espanhola, citando uma fonte da subdelegação do governo em Pontevedra.

Incêndio numa habitação na Covilhã provoca um ferido

Uma pessoa ficou ferida devido a um incêndio que deflagrou este domingo numa habitação, na Covilhã, informou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.