Jornal Diário Jornal das 13

Câmara de Famalicão anuncia 350 empregos imediatos para trabalhadores da Ricon

Câmara de Famalicão anuncia 350 empregos imediatos para trabalhadores da Ricon
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara de Famalicão tem uma "bolsa de disponibilidade imediata" de 350 empregos para os trabalhadores da Ricon, manifestada à autarquia por cerca de duas dezenas de empresas do concelho, grande parte do setor têxtil, anunciou esta segunda-feira o município.

Em comunicado, o município acrescenta que só a Coindu, empresa de capital alemão instalada na vila de Joane direcionada para a produção de componentes têxteis para a indústria automóvel, tem "abertas as portas" para a contratação de 100 costureiras.

"A Riopele é outro exemplo de uma empresa a necessitar de mão-de-obra do setor, com 58 empregos disponíveis", lê-se ainda no comunicado.

A bolsa também já conta com os contributos da Malhinter e da Scoop, que precisam, no conjunto, de preencher 35 novos postos de trabalho para a sua confeção.

Mas há também exemplos de empresas de outros setores com necessidades ao nível dos recursos humanos que podem vir a absorver algumas das pessoas que se viram confrontadas com o desemprego na sequência do encerramento da Ricon.

É o caso da Primor, empresa do ramo agroalimentar, que deu conhecimento à câmara municipal da necessidade de preenchimento de 46 novos postos de trabalho, 40 dos quais indiferenciados.

Com cerca de 800 trabalhadores, o grupo Ricon, detentor das lojas Gant em Portugal, entrou em insolvência e as assembleias de credores têm apontado todas no sentido da liquidação.

O município decidiu abrir uma linha de apoio destinada aos trabalhadores da Ricon e tem registado uma "verdadeira chuva de empregos".

"Fomos contactados por um conjunto de empresários famalicenses que nos manifestaram as disponibilidades que têm ao nível de recursos humanos e fomos também ao encontro de outros onde suspeitávamos da existência de necessidades a este nível", refere o presidente da câmara, Paulo Cunha, citado no comunicado.

Acrescentou que o processo não está encerrado e que "é muito provável que nos próximos dias esta bolsa de disponibilidades de emprego cresça ainda mais".

+ notícias: Norte

Fogo de Alijó está "em resolução"

O incêndio que deflagrou esta tarde numa zona de floresta e mato de Vila Verde, concelho de Alijó, distrito de Vila Real, está "em resolução", segundo fonte da Proteção Civil.

Policlínica de Lamego acusada por vários utentes de negligência médica em exames médicos

A Policlínica Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, está a ser acusada por vários utentes de negligência médica na realização de exames médicos como colonoscopias e endoscopias. Há vários relatos de situações de intestinos e estômagos perfurados que têm trazido graves problemas de saúde aos utentes. A Policlínica refuta as acusações.

Incêndio em fábrica na Maia já está dominado

O incêndio que deflagrou este sábado cerca das 15h00 numa fábrica de tintas e vernizes na zona industrial da Maia já está dominado, de acordo com o CDOS.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.