Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Óbito/Américo Amorim: Costa destaca "iniciativa constante" de um empresário que acreditava no país

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 jul (Lusa) - O primeiro-ministro considerou hoje que o empresário Américo Amorim foi um exemplo de "iniciativa constante" e que Portugal lhe deve a confiança que sempre manifestou nos portugueses, investindo e acreditando "quando outros esmoreciam".

A reação de António Costa foi publicada no portal do Governo sobre o empresário Américo Amorim, que morreu na quinta-feira aos 82 anos e que nos últimos anos surgiu na revista Forbes como o homem mais rico de Portugal.

Nascido em Mozelos, Santa Maria da Feira, em 21 de julho de 1934, Américo Ferreira de Amorim fundou com familiares a Corticeira Amorim e construiu um dos maiores impérios industriais do país.

Na sua mensagem, o primeiro-ministro frisou que Américo Amorim "mostrou sempre a característica dos empreendedores de permanente insatisfação e de procura de novas oportunidades, estendendo a sua atividade a múltiplos setores e empresas".

"Foi um exemplo de iniciativa constante, empreendendo e acreditando quando outros esmoreciam. Devemos-lhe, acima de tudo, a confiança que sempre mostrou em Portugal e nos portugueses, onde investiu e continuou a investir, e onde manteve a sede dos seus negócios, apesar de ter construído um grupo de nível mundial", apontou também António Costa.

O primeiro-ministro manifestou ainda a sua convicção de que os sucessores de Américo Amorim "saberão estar à sua altura e continuar a contribuir para desenvolver este país de que ele tanto gostava".

"Dirijo neste momento à família, em particular às suas filhas, sobrinhos e netos, a minha solidariedade", acrescentou o líder do executivo.

PMF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: País

Colisão entre carro e mota provoca um morto em Aveiro

Uma colisão entre um veículo ligeiro e um motociclo provocou este domingo uma vítima mortal na EN109, junto à pastelaria Ribas Parque, em Ílhavo, Aveiro, apurou o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo.

Portugal teve um dos episódios mais graves de poluição do ar

Portugal registou um dos episódios mais graves de poluição do ar de 06 a 17 de outubro, conjugando meteorologia, partículas do norte de África e incêndios, com ultrapassagens dos limites em várias regiões, segundo o especialista Francisco Ferreira

Incêndios: Das 44 vítimas mortais, cinco estão por identificar

Cinco das 44 pessoas que morreram nos incêndios florestais que deflagraram há uma semana, em várias zonas do país, estão ainda por identificar, revelou hoje o Instituto Nacional de Medicina Legal (INML).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Consultório

Como prevenir a gripe - medicamentos e...

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"