Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Joaquim Raposo é o candidato do PS à Câmara de Oeiras

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 mai (Lusa) -- O socialista Joaquim Raposo vai ser o cabeça-de-lista do PS à Câmara Municipal de Oeiras, confirmou hoje a candidatura do PS/Oeiras num comunicado.

"A Comissão Política Concelhia do PS realizará, na sexta-feira, 19 de maio, pelas 21:00, uma reunião extraordinária para a designação de Joaquim Raposo como candidato à Câmara Municipal de Oeiras", lê-se no comunicado.

O nome e o rosto de Joaquim Raposo estavam há várias semanas em cartazes no concelho de Oeiras, mas sem referências às eleições autarquias.

Questionado pela Lusa, o PS/Oeiras disse que eram referentes a um ciclo de debates que estavam a organizar.

Com 63 anos, Joaquim Raposo foi durante 16 anos o presidente da Câmara Municipal da Amadora.

O socialista foi eleito presidente daquela autarquia pela primeira vez em 1997, tendo sido reeleito em 2001, 2005 e 2009.

Atualmente é o presidente da Assembleia Municipal da Amadora e deputado na Assembleia da República.

Na corrida por Oeiras, no distrito de Lisboa, foram já anunciados os candidatos Paulo Vistas (Independentes Oeiras Mais À Frente e atual presidente do município), o antigo presidente da Câmara de Oeiras Isaltino Morais (independente e ex-presidente da autarquia), a deputada do Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) Heloísa Apolónia (Coligação Democrática Unitária - CDU), Ângelo Pereira (líder do PSD/Oeiras e vereador) e Pedro Perestrello (Partido Nacional Renovador).

MCL // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Défice até outubro melhora para 1.830 ME

O défice das administrações públicas foi de 1.838 milhões de euros até outubro, "uma melhoria de 2.664 milhões de euros", segundo o Ministério das Finanças.

António Costa diz que decisão de transferir Infarmed para o Porto já estava decidida

O primeiro-ministro, António Costa, disse, em entrevista à Antena 1, que a decisão de transferir a sede do Infarmed para o Porto já estava tomada e admitiu que a comunicação feita aos trabalhadores "não foi a melhor".

Eduardo Vítor Rodrigues duvida que mudança do Infarmed para o Porto se concretize

O presidente do Conselho Metropolitano do Porto tem muitas dúvidas que o Infarmed venha para o Porto. Eduardo Vítor Rodrigues, diz-se "estufefacto com as reações elitistas lisboetas", que considera serem defensoras do centralismo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS