Info

Vereadora da CDU em Viana recebe munícipes na rua se não tiver gabinete na Câmara

Vereadora da CDU em Viana recebe munícipes na rua se não tiver gabinete na Câmara
| Política
Porto Canal

A vereadora da CDU na Câmara de Viana do Castelo disse que vai receber os munícipes, semanalmente, na rua, caso a autarquia não disponibilize até à próxima semana um espaço no edifício principal para a oposição.

Esta posição foi assumida pela vereadora Ilda Figueiredo, na quarta-feira à noite, no final da primeira reunião do executivo camarário municipal, liderado pelo PS, insistindo na necessidade de ter um local de atendimento.

"Se na próxima semana não for disponibilizado um gabinete para atender os munícipes, vou atender nem que seja nas escadas da Câmara", afirmou a vereadora da CDU.

Este atendimento aos eleitores, acrescentou, será realizado uma vez por semana, em dia e hora a divulgar em novembro.

"Para todas as pessoas que queiram trazer os seus problemas aqui, à Câmara Municipal", apontou.

A criação de um gabinete para os vereadores da oposição tem sido uma reclamação manifestada em sucessivos mandatos, mas foi nunca concretizada.

No atual mandato todos os cinco eleitos do PS têm funções executivas na Câmara, enquanto os vereadores do PSD (3) e da CDU (1) não receberam qualquer pelouro.

A Câmara de Viana do Castelo é liderada há mais de 20 anos pelo PS e o presidente da autarquia, José Maria Costa, já disse à oposição estar a "desenvolver todos os esforços" para criar estas condições de trabalho e atendimento no edifício dos paços do concelho.

O autarca explicou que nesta altura decorrem obras em vários edifícios municipais, condicionando o trabalho dos próprios técnicos e funcionários municipais, que estão "mal instalados", pelo que não se compromete com prazos.

"Logo que estejam disponíveis os espaços, disponibilizaremos, como diz a lei", afirmou José Maria Costa.

+ notícias: Política

António Saraiva afirma que provavelmente não vai ser possível aumentar o salário mínimo nos valores da legislatura anterior

António Saraiva, presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP, afirma que se os valores do crescimento continuarem iguais ao da legislatura anterior "provavelmente não é possível" aumentar o salário mínimo.

Vila Real e Bragança são dos distritos com mais eleitores 'fantasma'

Há mais 796 mil eleitores em Portugal do que pessoas habilitadas a votar e é em Vila Real, nos Açores e em Bragança que há mais eleitores quase fantasma. A emigração pode ser uma das razões.

António Saraiva defende acordo na Concertação Social para aumentar competitividade e melhorar salários

António Saraiva, presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP, defende um acordo na Concertação Social para aumentar competitividade e melhorar salários mas "não em aumentos abruptos que algumas empresas mais frágeis não suportem".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.