Info

Isabel Silvestre edita álbum com temas tradicionais que canta em Manhouce

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 28 out (Lusa) - A cantora Isabel Silvestre edita esta semana "Cânticos da terra e da vida", um álbum feito sobretudo de revisitações de música tradicional portuguesa, que fazem parte do repertório da artista de Manhouce.

"Algumas músicas já foram antes gravadas, mas costumo dizer que também fazem parte da minha terra [Manhouce, São Pedro do Sul] e do nosso saber", disse, em entrevista, à agência Lusa.

Isabel Silvestre, antiga professora primária, membro do Grupo de Cantares de Manhouce, editou três discos a solo desde 1996, depois de se ter tornado mais conhecida, sobretudo no universo pop rock, quando participou no tema "Pronúncia do norte", dos GNR.

Ainda assim, é na música tradicional portuguesa que Isabel Silvestre mantém as raízes, e o novo disco é prova disso, com a reinterpretação de canções como "Hei-de m'ir assentar", "Ó povo deste lugar", "Da banda de lá do rio" e "Sra. dos Remédios".

A estes juntou ainda "Asa de vento", com poema de Amália Rodrigues, "Chapéu de preto", de Arlindo Carvalho, e "Além, além", composto pelo irmão, José Gomes Silvestre.

Isabel Silvestre contou que há muito tempo pensava voltar a estúdio para gravar estas canções, mas só agora o conseguiu fazer, com o apoio do músico José Barros, que assina a produção e direção musical de "Cânticos da terra e da vida".

Com selo da Tradisom, o disco não obteve o financiamento pretendido através de angariação de verbas pela Internet, mas, para Isabel Silvestre, "não há dinheiro que pague o prazer de o ter gravado".

Neste novo disco, "de cantigas e saberes entre o mar e a serra", ouvem-se cavaquinhos, violas braguesas, órgão de tubos, acordeão, gaita-de-foles e sanfona. Entre os convidados estão José M. David, Carlos Santa Clara, Rão Kyao e o Coro Xuxu Repas.

Isabel Silvestre, que vive ainda em Manhouce, terá dois concertos de apresentação do disco novo: no sábado, em São Pedro do Sul, e no dia 07 de novembro, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

"Cânticos da terra e da vida" junta-se aos álbuns "Portuguesa" (1996), "Eu" (2001) e "Cantar além" (2006).

SS // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal com cinco mortes e 373 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje cinco mortes atribuídas à covid-19, 373 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e uma descida no número de internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Venezuela: Descoberta de droga em voo da TAP em direção a Lisboa

A polícia venezuelana impediu hoje a descolagem de um avião de carga da TAP, que deveria efetuar um voo entre Maiquetía (norte de Caracas) e Lisboa, depois de ter detetado quantidade indeterminada de substâncias estupefacientes na fuselagem da aeronave.

Percentagem de 70% para imunidade de grupo pode ser revista

O especialista da Comissão Técnica de Vacinação Contra a Covid-19 Luis Graça admitiu hoje que a percentagem de 70% para se conseguir a imunidade de grupo pode ser revista, de acordo com as incertezas sobre a doença.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m