Projeto (A)riscar o Património vai juntar 'sketchers' no mesmo dia em nove cidades

| País
Porto Canal / Agências

Lisboa, 03 set (Lusa) -- A iniciativa (A)riscar o Património quer juntar no dia 27 de setembro 'sketchers' (desenhadores), ilustradores, outros artistas ou simples amantes do desenho em nove cidades e os trabalhos realizados devem integrar uma exposição e mais tarde um livro.

Numa organização da Direcção-Geral do Património Cultural, com apoio dos Urban Sketchers Portugal, o evento decorre em Viana do Castelo, Porto, Coimbra, Tomar, Torres Vedras, Lisboa, Castelo Branco, Évora e Ponta Delgada.

O mote para a iniciativa é "associar a representação do património com o desenho" enquanto " registo do olhar, memória fugaz de um tempo e de um sítio", segundo a organização, que garante que o convite se estende a todas as pessoas.

Para a iniciativa não é necessário inscrição, sendo, porém, obrigatório material de desenho, "olhar afinado e vontade de desenhar".

"As únicas limitações prendem-se com o tema -- património - e os locais onde o evento irá decorrer e com a importância da representação in situ [no local]", lê-se na informação divulgada.

O percurso em Lisboa, por exemplo, inicia-se no Museu do Carmo e segue pelo Largo Trindade Coelho, Igreja de S. Roque, Elevador da Glória e, eventualmente, até ao Largo de S. Domingos, sob a orientação de Eduardo Salavisa.

Os participantes podem enviar os seus desenhos, em suporte digital, até 11 de outubro e esses trabalhos devem integrar uma exposição itinerante e uma publicação.

O blogue da iniciativa (ariscaropatrimonio.wordpress.com) vai publicar as participações e tem também o objetivo de "dar continuidade ao projeto, criando raízes para futuras edições".

O (A)riscar o Património está integrado nas Jornadas Europeias do Património, que decorrem entre 26 e 28 de setembro, em todo o país.

Os Urban Sketchers Portugal são a representação nacional de uma organização criada nos Estados Unidos, em 2007, por autores que desenham em diários gráficos as cidades onde vivem e os sítios por onde viajam.

No seu manifesto, explicam que os desenhos passam pelo registo direto do que se observa e contam a história do que rodeia o autor.

"Os desenhos são um registo do tempo e do lugar" e "os 'sketchers' são fiéis às cenas que presenciam" são outros dos 'mandamentos' desta organização, que valoriza cada estilo individual de autores que desenham em grupo e partilham os desenhos 'online'.

"Esta é uma forma de mostrar o mundo, um desenho de cada vez", acrescenta o manifesto.

PL // ROC

Lusa/fim

+ notícias: País

Terça-feira de sorte? Eis a chave milionária do Euromilhões 

Já é conhecida a chave do sorteio do Euromilhões desta terça-feira.

FC Porto vai ter jogo difícil frente a Belenenses moralizado afirma Paulo Fonseca

O treinador do FC Porto, Paulo Fonseca, disse hoje que espera um jogo difícil em casa do Belenenses, para a 9.ª jornada da Liga de futebol, dado que clube "vem de uma série de resultados positivos".

Proteção Civil desconhece outras vítimas fora da lista das 64 de acordo com os critérios definidos para registar os mortos dos incêndios na região centro

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) disse hoje desconhecer a existência de qualquer vítima, além das 64 confirmadas pelas autoridades, que encaixe nos critérios definidos para registar os mortos dos incêndios na região centro.