Escritora alvo de ameaças e intimidações durante apresentação de livro no NorteShoopping

Escritora alvo de ameaças e intimidações durante apresentação de livro no NorteShoopping
| Porto
Porto Canal

A escritora de livros infantis Mariana Jones foi alvo de “intimidações verbais” perpetuadas por membros da associação de extrema-direita “Habeas Corpus”, durante a apresentação do seu mais recente livro “O avô Rui, o senhor do café”, que teve lugar manhã deste sábado na FNAC do Norte Shopping, em Matosinhos.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

Mariana Jones contou que não teve oportunidade de apresentar o livro que retrata a história de vida do Comendador Rui Nabeiro, uma vez que foi interrompida "em tom elevado" pelo antigo juíz Rui Fonseca e Castro, que preside à "Habeas Corpus".

"Perguntou-me porque é que odiava crianças", comenta a escritora.

Depois disso, entre 12 a 15 membros da autodenominada associação de defesa dos direitos humanos “começaram a exaltar-se”, não deixando a autora iniciar a apresentação da sua obra literária, tendo que ser retirada por seguranças daquela instituição comercial.

Devido aos ânimos exaltados, a Polícia de Segurança Pública (PSP) foi chamada ao local. 

No evento, estavam presentes cerca de 50 pessoas, incluindo crianças, que ficaram notoriamente “assustadas”, assume a escritora. Num vídeo a que o Porto Canal teve acesso, ouve-se algumas pessoas presentes na sala a manifestarem apoio à autotra, após a interrupção dos elementos da "Habeas Corpus".

Face a este episódio, a apresentação do livro foi cancelada, não existindo, para já, conhecimento de uma nova data para a apresentação do mesmo.

Recorde-se que, no ano passado, durante a apresentação do livro infantil “O Pedro gosta do Afonso", a autora foi alvo de ameaças e intimidação, por parte de Djalme dos Santos, membro da “Habeas Corpus”. Desde essa altura, que está com o estatuto de vítima, após ter apresentado queixa-crime na PSP.

Na sequência do episódio deste sábado, Mariana Jones irá fazer aditamento ao processo que já está na posse do Ministério Público.

+ notícias: Porto

Governo promete reforçar policiamento nas ruas da cidade do Porto

A ministra da Administração Interna, Margarida Blasco, prometeu esta terça-feira que as ações de policiamento vão “continuar a ser reforçadas” nas cidades do Porto e Lisboa, sublinhando que o número de operacionais vai aumentar ainda este verão.

Isabel Furtado assume presidência da Casa da Música

O novo conselho de administração da Casa da Música, no Porto, foi esta terça-feira eleito para um mandato de três anos, com a gestora Isabel Furtado na presidência, revelou à Lusa o presidente do Conselho de Fundadores, Luís Campos Ferreira.

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.