Campo 24 de Agosto vai ganhar bacia de retenção para acabar com inundações frequentes

Campo 24 de Agosto vai ganhar bacia de retenção para acabar com inundações frequentes
| Porto
João Nogueira

Quem mora na zona do Campo 24 de Agosto, no Porto, já se habituou a que “chuva” e “inundações” andem de mãos dadas. O incidente acontece mais vezes do que o desejado e o problema assenta na dimensão das estruturas de drenagem. Por isso, o município está a “desenvolver um projeto que visa aumentar a resiliência da bacia hidrográfica do Poço das Patas face aos efeitos das alterações climáticas”.

Quem vive no Porto saberá certamente que o clima na cidade se vive de um “oito para o oitenta”. E esses extremos migram também para os fenómenos de precipitação que, muitas vezes, são torrenciais e mais intensos que o normal.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

Apesar de o problema se fazer sentir um pouco por toda a cidade, na zona do Campo 24 de Agosto as ocorrências evidenciam que aqui o impacto é maior. As queixas de moradores e comerciantes daquela parte da cidade são recorrentes. E nem a Câmara do Porto parece estar indiferente a esta questão.

O presidente da Câmara do Porto reconheceu o impacto dos fenómenos torrenciais no Campo 24 de Agosto e informou mesmo que a autarquia está a fazer um levantamento de toda a bacia hidrográfica da cidade.

Mas qual é a razão que faz das inundações tão frequentes no Campo 24 de Agosto? Em resposta ao Porto Canal, o município esclareceu que a “ribeira do Poço das Patas possui uma estrutura que não está dimensionada para eventos extremos associados a fenómenos de precipitação muito intensos num curto espaço de tempo”.

Dessa forma, a Águas e Energia do Porto, a par com outras entidades, está a desenvolver um projeto ao nível da bacia daquela linha de água, para a deixar “mais resiliente aos efeitos das alterações climáticas”. O estudo encontra-se em fase de contratação, mais concretamente na análise de propostas, acrescentou a autarquia.

Uma das soluções em cima da mesa está no avanço da construção de uma nova bacia de retenção no Parque Paulo Vallada, semelhante à existente no Parque da Asprela. A empreitada desta encontra-se em fase de adjudicação.

O objetivo é definir uma estratégia que permita a retenção, infiltração e drenagem controlada dos caudais elevados durante episódios de precipitação intensa.

+ notícias: Porto

Nova atualização no número de feridos no derrame de ácido no Porto

O derrame de um químico num laboratório do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, no Porto, causou esta sexta-feira um ferido grave e quatro ligeiros, confirmou ao Porto Canal fonte do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto.

Parte do edifício do Instituto Ricardo Jorge evacuado após derrame de ácido nítrico

O derrame de “um recipiente com ácido nítrico” no quinto piso do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, no Porto, que causou esta sexta-feira um ferido grave e quatro ligeiros, obrigou à evacuação de parte do edifício.

Feirantes vão continuar a vender na Ribeira, garante Câmara do Porto e APDL

Os presidentes da Câmara do Porto e da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) garantiram que os vendedores vão continuar na Ribeira do Porto, depois de um desentendimento entre estas duas entidades.