Professores e investigadores da Universidade do Porto mostram apoio a estudantes pró-Palestina

Professores e investigadores da Universidade do Porto mostram apoio a estudantes pró-Palestina
| Porto
Porto Canal

Meia centena de professores, investigadores, funcionários e trabalhadores da Universidade do Porto (UP) e do Instituto Politécnico do Porto (IPP) assinaram uma carta aberta em solidariedade com os estudantes em protesto, desde quinta-feira, na Faculdade de Ciências (FCUP).

Os subscritores expressam a sua “solidariedade para com os estudantes em luta contra o genocídio em curso na Palestina”, é possível ler-se no documento.

O pessoal docente e não docente que assinou a oetição pede que “não sejam utilizadas, contra os estudantes, e nas [suas] faculdades, meios policiais ou qualquer tipo de intervenção que os vise expulsar de um espaço que é seu”, e defendem ainda que “o caminho a seguir é o da negociação aberta e transparente” entre os estudantes e os órgãos dirigentes das instituições.

Os subscritores exigem ainda que a UP “rompa imediatamente todas as relações que mantém com instituições e empresas israelitas”, condene o “genocídio na Palestina”, e que utilize “a sua influência” para instar a Câmara Municipal do Porto e o governo português a “condenar as atrocidades cometidas pelo estado colonial de Israel”.

Na quarta-feira os estudantes concentraram-se na Faculdade de Belas Artes e decidiram prosseguir com o protesto na Faculdade de Ciências, onde colocaram tendas de campismo para se abrigarem durante a noite rodeadas de bandeiras da Palestina, velas e faixas com frases como: “Solidariedade proletária por uma Palestina Livre”, “Israel não é uma democracia, Israel é um país terrorista” e “A revolução começa aqui”.

+ notícias: Porto

Nova atualização no número de feridos no derrame de ácido no Porto

O derrame de um químico num laboratório do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, no Porto, causou esta sexta-feira um ferido grave e quatro ligeiros, confirmou ao Porto Canal fonte do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto.

Parte do edifício do Instituto Ricardo Jorge evacuado após derrame de ácido nítrico

O derrame de “um recipiente com ácido nítrico” no quinto piso do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, no Porto, que causou esta sexta-feira um ferido grave e quatro ligeiros, obrigou à evacuação de parte do edifício.

Feirantes vão continuar a vender na Ribeira, garante Câmara do Porto e APDL

Os presidentes da Câmara do Porto e da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) garantiram que os vendedores vão continuar na Ribeira do Porto, depois de um desentendimento entre estas duas entidades.