Câmara cede por 20 anos complexo desportivo a clube de Viana do Castelo

Câmara cede por 20 anos complexo desportivo a clube de Viana do Castelo
CM Viana do Castelo
| Norte
Porto Canal/Agências

A Câmara de Viana do Castelo vai ceder, gratuitamente, por 20 anos, renováveis automaticamente por períodos iguais e sucessivos, a Praça Viana, complexo desportivo criado na antiga praça de touros que custou mais de cinco milhões de euros.

O contrato de comodato a estabelecer entre a autarquia e a Escola Desportiva de Viana (EDV) foi aprovado, esta terça-feira, por unanimidade, em reunião camarária.

O presidente da câmara disse tratar-se de “um histórico para a EDV que passa a ter uma vida nova e ganha um equipamento de cinco milhões de euros”.

A Praça Viana, concluída em fevereiro último, resultou da reconversão da antiga praça de touros em complexo desportivo, cuja construção começou em 2021.

A obra, que ascendeu a 4.894.362 euros, permitiu transformar os 3.800 metros quadrados e cerca de 65 metros de diâmetro da antiga arena “numa estrutura multifunções para servir o desporto e os jovens, apta para a prática de várias modalidades em simultâneo como ginástica, esgrima, patinagem artística, hóquei em patins e basquetebol”.

O contrato de comodato, apresentado pelo vereador com o pelouro do Desporto, Ricardo Rego, prevê a cedência gratuita à EDV a utilização da Praça Viana destinada à promoção, realização e desenvolvimento de atividades desportiva, atividades conexas e atividades económicas dinamizadas pelo clube.

O contrato tem o seu início na data da sua assinatura e vai vigorar durante 20 anos, renovando-se, automaticamente, por períodos iguais e sucessivos.

Entre outras obrigações, a EDV tem de gerir e utilizar o equipamento, mantendo-o em perfeito estado de manutenção.

O município compromete-se a disponibilizar um funcionário em permanência, a suportar, durante um período de carência de 365 dias, a contar da data da assinatura do contrato todas as despesas relacionadas com o uso e fruição da Praça Viana durante a vigência do contrato.

Em causa estão despesas com a manutenção do equipamento, consumo de água, eletricidade e gás, devendo, para o efeito, celebrar os devidos contratos de fornecimento, com exceção das despesas que resultem da manutenção estrutural do edifício.

Todas as eventuais benfeitorias que a EDV realize, com autorização da autarquia, serão consideradas propriedade desta, não tendo o clube direito a qualquer compensação.

No período compreendido entre as 9h00 e as 16h00, o equipamento estará disponível para apoio às atividades desportivas escolares e/ou de idosos.

O vereador Ricardo Rego adiantou estar em implementação, no equipamento, um espaço evocativo da história da empresa que construiu a praça de touros.

Apesar de a EDV ser responsável pela gestão da Praça Viana, a autarquia tem o privilégio na utilização do espaço.

A EDV foi fundada a 12 de maio de 1976, tem centenas de atletas a praticar uma das nove modalidades que o clube promove, basquetebol, esgrima, ginástica, hóquei em patins, jiu jitsu, natação, patinagem artística, ‘trail’ e triatlo.

+ notícias: Norte

Carros descem escadas e caem ao rio. Aconteceu tudo numa manhã em Cabeceiras de Basto

Foram dois os automóveis que acabaram em sítios “pouco habituais” em Cabeceiras de Basto, na manhã de quarta-feira, escreve a página “Soldados da Paz” na rede social Instagram. A conta de apoio aos bombeiros partilhou imagens de duas ocorrências “sem feridos a registar”.

Imaginarius transforma Santa Maria da Feira com 130 horas de artes de rua até domingo

O centro histórico de Santa Maria da Feira acolhe a partir desta quinta até domingo 130 horas de iniciativas do Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua, que, equilibrando formatos tradicionais com novas tecnologias, este ano é dedicado à liberdade.

EN13 cortada em Caminha após colisão entre dois veículos

Uma colisão entre dois veículos ligeiros na freguesia de Moledo e Cristelo, no concelho de Caminha, causou esta quinta-feira seis feridos ligeiros e obrigou ao corte da circulação rodoviária na Estrada Nacional (EN) 13, disse fonte da Proteção Civil.