Neonia: o novo museu interativo e néon que ilumina a história do Porto

Neonia: o novo museu interativo e néon que ilumina a história do Porto
| Porto
João Nogueira

Sabia que em 1917, dois acrobatas subiram à Torre dos Clérigos sem qualquer equipamento de proteção para promover uma marca de bolachas? Apesar de já ter passado mais de um século, este é um entre os tantos acontecimentos lembrados no novo museu que abriu portas este sábado no coração do Porto. “O Neonia é uma pura homenagem à cidade”, sublinha um dos responsáveis.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

Com a cidade a encher-se cada vez mais de turistas, começam a surgir no Porto novas atrações. O Neonia é um museu interativo que, como o próprio nome o sugere, é constituído à base de luzes néon.

Desde a Torre dos Clérigos ao histórico Mercado do Bolhão, o novo espaço com 1500 metros quadrados e 20 salas procura homenagear a cidade por meio de espaços emblemáticos, alguns deles já encerrados há décadas. “É uma forma diferente de conhecer a cidade”, explicou Aquiles Barros, um dos responsáveis pelo novo espaço.

“Temos histórias do Porto contadas com imagens, temos uma Torre dos Clérigos cá dentro. Vamos ter uma simulação do cinema Águia d'Ouro, que já não existe. Vamos ter uma livraria que ainda existe, mas que tem mais de 100 anos. Vamos ter uma referência, por exemplo, à Agência Abreu, que é talvez a agência mais antiga do mundo neste momento”, referiu o responsável.

Porto Canal

Aquiles Barros revelou que grande parte da inspiração para o museu foi recolhida durante uma viagem aos Estados Unidos, onde os responsáveis pelo projeto visitaram outros museus idênticos espetaculares.

O espaço, que ocupará uma área de 1500 metros quadrados, contará com cerca de 20 salas, todas dedicadas a celebrar a cidade do Porto e os seus espaços emblemáticos. "Queremos homenagear o máximo possível a cidade do Porto, que é a nossa cidade, a cidade que prezamos e que amamos", afirmou Barros.

Porto Canal

O projeto ganhou vida com o apoio do Turismo de Portugal, e os preços de entrada devem variar entre os 25 e os 30 euros, com descontos para estudantes e grupos. Numa fase inicial, é expectável que a entrada possa até ser gratuita.

Com um investimento total a rondar os 7 milhões de euros, o museu espera oferecer uma experiência única que não só atrairá turistas, mas também permitirá aos visitantes conhecerem o Porto de uma forma diferente, mergulhando em histórias e cultura da cidade.Porto Canal

 

+ notícias: Porto

Prazos dos concursos para habitação no Monte Pedral e Monte da Bela novamente prorrogados

Os prazos do concurso público para a construção de habitação acessível no Monte Pedral e Monte da Bela, no Porto, podem ser novamente dilatados, segundo uma proposta que irá ser votada na reunião de Câmara na segunda-feira. 

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.

Last Folio: as duras memórias do Holocausto 

O Museu e Igreja da Misericórdia do Porto acolhem a exposição internacional LAST FOLIO acompanhada por um documentário, que mostra as memórias do Holocausto. A exposição do fotógrafo Yuri Dojc e da cineasta Katya Krausova, pode ser visitada até novembro.