FC Porto: "Vai ser necessário um FC Porto forte, no seu melhor, muito competente", antevê Conceição

FC Porto: "Vai ser necessário um FC Porto forte, no seu melhor, muito competente", antevê Conceição
| Desporto
Porto Canal

Sérgio Conceição pediu uma equipa à Porto no clássico frente ao Benfica (domingo, 20h30).

Garantida a passagem às meias-finais da Taça de Portugal, é hora de mais um teste decisivo no campeonato. O FC Porto recebe o Benfica no Estádio do Dragão neste domingo (20h30, Sport TV) e será necessária uma equipa azul e branca “forte, no seu melhor, muito competente” para “dar uma resposta positiva” e ir “para o campo ganhar o jogo”.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

“Todos os jogos são importantes, mas não há jogos de tudo ou nada”. Sérgio Conceição recusou dar uma importância excessiva ao clássico e afirmou que não foi “com a diferença pontual” que preparou o jogo, “mas sim olhando para o adversário”. “Não vamos pensar em mais nada porque não vale a pena”, afirmou também.

A estratégia definida passa por trabalhar “em função do que tem sido o Benfica na sua dinâmica e nos diferentes momentos do jogo”, pelo que os Dragões estão preparados “para diferentes situações, para quem joga”: “O modelo não tem mudado muito. Estamos a falar de um 4-4-2, onde as peças mudam, e aí pode mudar tudo. Falo também dos laterais, se joga Morato, Aursnes ou outro jogador. Não deixa de ser assente numa base que é um 4-4-2”.

“Galeno saiu com queixas no joelho, alguma inflamação e está em avaliação”, “o Evanilson sentiu uma pequena dor no posterior” e ambos “continuam em avaliação e não treinaram, tal como os mais utilizados”, explicou o técnico portista. “Estão em dúvida” tal como Mehdi Taremi, que “deu sinais de melhoria” e cuja condição física será avaliada “até amanhã depois do treino” matinal.

No que a boas notícias diz respeito, a chamada de Wendell à seleção brasileira deixou todo o plantel e, em particular, o treinador “muitíssimo feliz e emocionado” por ver “um jogador muito profissional e acarinhado”, “diferente daquele que chegou” ao FC Porto, regressar à canarinha.

“Se não há pressão, eu crio-a”. Conceição quer a equipa a “dar tudo em prol do clube e a fazer cada jogo como se fosse o último da época”, “à procura dos três pontos” e “a pressão faz parte” de um clube que está habituado a “ganhar títulos, mais nos últimos 40 anos do que nos anteriores”, “de quem comanda uma equipa que, independentemente da mais-valia ou menos-valia em relação aos adversários internos ou na Europa, tem obrigação de ganhar”.

Depois de olhar para o percurso do adversário deste domingo, o mister disse manter a esperança de “acabar o jogo com 11” jogadores, como não aconteceu nos últimos três clássicos frente ao Benfica, e descartou quaisquer estatísticas, dado que o mais importante é vencer na 24.ª jornada da presente edição da Liga: “Temos um adversário com valia pela frente, queremos preparar o jogo e ganhá-lo sem olhar muito para as estatísticas. Não quero adormecer nisso, sei que o meu historial é positivo”.

Endereçados os desejos de que João Pinheiro e a equipa de arbitragem e VAR “sejam competentes e que, no final, não seja por algum erro deles que o jogo se possa decidir”, o técnico terminou com um “desabafo” sobre a mentalidade dos jogadores, que “é diferente do que era há uns bons anos”, e com uma confissão, demonstrativa de que nada consegue abalar o foco no clássico: “Tive 38 graus de febre esta noite, estou aqui meio incómodo, a disfarçar. Ando aqui com a pernita, mas estou meio com tremeliques. Não é do jogo de amanhã”.

+ notícias: Desporto

FC Porto (Hóquei em Patins): Liderança mantida no conforto do lar

FC Porto venceu o SC Tomar (5-0), no Dragão Arena, e continua na frente do campeonato.

FC Porto B: Tarde desinspirada no Olival. Crónica de jogo 

FC Porto B perdeu em casa com a Oliveirense (1-0) na 29.ª jornada da Liga Portugal 2. 

Miguel Oliveira termina em 11.º no GP das Américas de MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira (Aprilia) foi este domingo 11.º classificado no GP das Américas de MotoGP, terceira ronda do campeonato do mundo.