Primark vai abrir na Baixa do Porto? Empresa deverá ocupar espaço da FNAC em Santa Catarina

Primark vai abrir na Baixa do Porto? Empresa deverá ocupar espaço da FNAC em Santa Catarina
| Porto
Porto Canal

Depois de esta quinta-feira se ter conhecido que a FNAC e a C&A vão deixar o edifício Palladium, na esquina entre a rua de Santa Catarina e rua de Passos Manuel, na Baixa do Porto, esta sexta-feira, o Jornal de Notícias avança que a Primark deverá ocupar aquele espaço, que deverá ficar livre já neste verão.

A confirmar-se, a loja será a primeira da marca na cidade do Porto. A Primark tem, no entanto, duas lojas no Grande Porto, uma delas no NorteShopping (Matosinhos) e outra no Parque Nascente (Gondomar).

O edifício, onde antigamente funcionava o Café Palladium, entre os anos 40 e 70, está identificado na Câmara do Porto como “valor patrimonial”. O edifício, com uma área superior a 5100 metros quadrados terá um valor superior a 20 milhões de euros.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

+ notícias: Porto

GNR desmantela rede que traficava droga no Porto. Apreendidas mais de 70 mil doses de haxixe

A GNR desmantelou, no domingo, uma rede de tráfico de droga que operava no Grande Porto, tendo detido 10 homens e apreendido mais de 70 mil doses de estupefacientes, bem como cerca de 100 mil euros, foi esta segunda-feira revelado.

Ativistas pró-Palestina obrigados a "desmobilizar" da Faculdade de Ciências do Porto

Os ativistas pró-palestina que desde quinta-feira se mantêm em protesto na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto receberam, no domingo, a indicação para desmobilizarem até às 20h de hoje ou “serão acionados meios” para os retirar.

Câmara do Porto reprova bolsa de prioridades para casos de despejo sem habitação assegurada

São precisas mais respostas de emergência e de inclusão social no Porto. Foi essa a base da proposta que a CDU apresentou esta segunda-feira, em reunião de executivo, que recomendava um programa integrado nas áreas mais carenciadas da cidade. A recomendação acabou reprovada, contando apenas com os votos favoráveis do PS e do Bloco de Esquerda.