O que é a Tosta Esquimó e como pode reinventar a “velha” francesinha?

O que é a Tosta Esquimó e como pode reinventar a “velha” francesinha?
| Porto
Porto Canal

Um clássico da gastronomia não consegue fugir às interpretações. Depois da fusão com o sushi e com o kebab, além dos seis quilos de francesinha feita de Lego, um restaurante de Vila do Conde quer trazer o mundo dos esquimós às francesinhas.

A inspiração não vem dos ‘beijos’ com o nariz, mas sim do pão polar, originário da Escandinávia, que ‘casou’ com o molho da francesinha.

Nasce assim a tosta esquimó, uma “tosta com queijo, fiambre e molho cocktail em pão polar”, escreve o restaurante numa das plataformas de entrega, a que se junta molho de francesinha e bacon dando origem à tosta esquimó especial. Este restaurante de Vila do Conde fala em “upgrade” daquela que é a tosta mais vendida. O resultado final é uma “tosta com queijo, fiambre e molho de francesinha em pão polar com batata frita e bacon”.

Esta não é a primeira vez que há uma reinterpretação da francesinha, ao fugir daquilo que são os ingredientes tradicionais. Em setembro de 2023, torna-se viral nas redes sociais um vídeo que trazia uma nova versão daquela que foi considerada uma das melhores "sandwiches" do mundo. A influência era oriental e pensada para comer com pauzinhos. Era a francesinha de sushi, juntando aquele que é um dos pratos identitários do Porto com o prato japonês que mais se internacionalizou.

No início deste ano foi o kebab que quis ser uma francesinha. Esta nova reinterpretação foi apresentada através de um vídeo no Instagram e no TikTok e gerou uma onda de críticas.

+ notícias: Porto

Mais de 600 solitários recordam abril a metros da Praça da Liberdade

Os alunos e professores da Escola Artística Soares dos Reis adornaram, esta manhã, a estação de metro de São Bento, no Porto, com cravos de papel depositados em mais de 600 solitários de madeira e cerâmica.

Matosinhos lança programa para promover habitação cooperativa a preços acessíveis

A Câmara Municipal de Matosinhos vai lançar um programa para promover a habitação cooperativa a preços acessíveis para famílias com dificuldades em arrendar casa e jovens que querem emancipar-se, segundo proposta a que a Lusa teve esta terça-feira acesso.

Centenas de alunos comemoram Dia da Educação de Surdos em escola do Porto

Mais de 600 alunos surdos comemoraram esta terça-feira o Dia Nacional da Educação de Surdos e da Juventude Surda na Escola Secundária Eugénio de Andrade, no Porto, com atividades inclusivas como "Vólei às cegas", "Rio de Crocodilos" ou "Virado do Avesso".