Em semana de aumento do preço dos combustíveis, onde é mais barato atestar no Grande Porto?

Em semana de aumento do preço dos combustíveis, onde é mais barato atestar no Grande Porto?
| País
Porto Canal

A partir desta segunda-feira, os preços dos combustíveis sofreram um ligeiro aumento, uma tendência que se tem verificado nas últimas semanas.

De acordo com as previsões da ACP, o gasóleo simples subiu um cêntimo, por litro, ao passo que a gasolina simples aumenta 0.5 cêntimos por litro. Assim sendo, os preços médios devem assim fixar-se em 1,645 €/litro para o gasóleo e 1,702 €/litro para a gasolina.

A ACP sublinha que "estas previsões são feitas com base na assunção da manutenção das medidas extraordinárias de redução fiscal aplicadas pelo governo, para mitigar o aumento dos preços".

No distrito do Porto, os postos de combustível onde o preço do gasóleo simples é mais barato encontram-se em Canelas, Arcozelo, Pedroso, Vila das Aves e Abragão (Penafiel).

Porto Canal

No caso da gasolina simples, estão em Santo Tirso, Alpendorada, Vila das Aves, Lousada e Carvalhosa (Paços de Ferreira).

Porto Canal

Para verificar os postos de combustíveis mais económicos na sua área de residência basta ir ao sítio da DGEG e selecionar o município e o tipo de combustível que pretende.
De realçar que os preços dos combustíveis podem sofrer alterações tendo em conta a cotação do brent.

Recorde-se que os preços podem ainda sofrer variações de acordo com cada posto de abastecimento, sendo o valor final decorrente da média de valores praticados por todas as gasolineiras.

+ notícias: País

Portugal perdeu mais de 70 mil tanques de água. Lisboa foi a pior região

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) divulgou os números do desperdício de água, a nível nacional, relativos ao ano de 2022. Foram contabilizadas menos 6,8% de perdas em relação a 2021, mas ainda há 76 concelhos em nível insatisfatório.

Monkeypox: 238 casos detetados em Portugal desde junho

Cerca de 240 casos de Mpox foram detetados em Portugal desde 01 de junho do ano passado, revela um balanço da Direção-Geral da Saúde (DGS), segundo o qual o surto continua ativo, mas com tendência decrescente.

Médicos com contratos anteriores a 2013 continuam sem atualização salarial

A Federação Nacional dos Médicos denunciou esta segunda-feira que os médicos com Contrato Individual de Trabalho anterior a 2013 não receberam atualização salarial, mas a tutela esclareceu que esta situação abrange apenas quem aufere mais do que previsto.