Agressores de casal brasileiro estavam já na mira das autoridades por outros ataques

Agressores de casal brasileiro estavam já na mira das autoridades por outros ataques
| Norte
Porto Canal

A advogada do casal espancado no Cais de Gaia, na madrugada de sábado passado, Ludimila Poirier, revelou que três dos seis suspeitos do ataque estavam já referenciados pela PSP como membros de um gangue juvenil, que costuma atacar pessoas junto ao Cais de Gaia.

A revelação foi feita ao JN e Ludimila Poirier adianta que o objetivo dos infratores "não é roubar nada", apenas "agredir as pessoas". 

Segundo a PSP, o casal fez referência à abordagem de cerca de uma dezena de pessoas pedindo-lhes 10 euros, tendo depois partido para as agressões e fugido.

A polícia explicou que, à chegada ao local, primeiro por unidades de Vila Nova de Gaia e depois pelo piquete, já só encontraram as duas vítimas, mas no caminho para o hospital foi possível identificar seis dos alegados agressores.

Na informação adiantada à Lusa por um dos queixosos, Bruno Marcelino, há referência a uma agressão "xenófoba e homofóbica" sofrida pelo casal, de 23 e 31 anos, acompanhada de fotos com as caras ensanguentadas dos próprios.

+ notícias: Norte

Vai nascer laboratório de investigação no antigo Raf Park em Matosinhos

A Câmara de Matosinhos quer construir um laboratório de investigação ambiental e agrícola, no local onde estava situado o antigo Raf Park, em Santa Cruz do Bispo.

Homem de 70 anos morre em despiste de trator agrícola em Viseu

Um idoso com cerca de 70 anos morreu esta terça-feira na sequência do despiste de um trator agrícola em Pindo, no concelho de Penalva do Castelo, disse à agência Lusa fonte do Comando Sub-regional de Viseu Dão Lafões.

Primeiro comboio a hidrogénio em Portugal conclui fase de testes com sucesso

O novo comboio a hidrogénio H2 concluiu com sucesso os testes em Portugal, tornando-se no primeiro comboio a hidrogénio a circular em território Nacional, avança a Infraestruturas de Portugal (IP) através das redes sociais.