FC Porto: Margem mínima apenas no resultado. Crónica de jogo

| Desporto
Porto Canal

Na oitava jornada da Liga, o FC Porto voltou às vitórias frente ao Portimonense (1-0), no Estádio do Dragão. Dominadores do início ao fim, os azuis e brancos criaram inúmeras oportunidades de golo, mas o único a inscrever o nome na lista de marcadores foi Evanilson, aos nove minutos.

Zé Pedro, Nico González e Evanilson foram as novidades lançadas por Sérgio Conceição para reverter, frente ao Portimonense, o conjunto de resultados negativos obtidos no passado recente. Foram do avançado as primeiras tentativas do encontro, incluindo a bem-sucedida que adiantou os portistas no marcador aos nove minutos.

Com a equipa larga e adiantada no processo ofensivo, de forma a esticar a defesa algarvia, João Mário recebeu à direita, junto à linha, e cruzou para o 30, mas este atirou por cima. Logo de seguida, após uma perda de bola precoce do Portimonense, o avançado não conseguiu ultrapassar Vinícius e atirou ao lado. Porque não há duas sem três, Pepê recebeu entre linhas e lançou o brasileiro na profundidade. O remate, com a ajuda das pernas de Filipe Relvas, passou por cima do guardião adversário. O público do Dragão saltava das cadeiras pela primeira vez.

O adversário apenas esboçava rasgos individuais para tentar contrariar o volume ofensivo dos azuis e brancos, que se fixaram no meio-campo atacante e poderiam ter marcado de novo aos 27 minutos. Em construção rápida, Evanilson recebeu e deixou para Taremi, que procurou desviar com subtileza de Vinícius, mas o guarda-redes disse presente e evitou o alargamento da vantagem. 1-0 após 45 minutos em que Zé Pedro, com uma confiança e presença anormais para quem somava os primeiros minutos de início, Pepê, com a inteligência e rapidez de dinamizar o ataque da equipa entre linhas, e Evanilson, pela constante mensagem de perigo que enviou à defensiva do Portimonense, foram os jogadores em maior destaque.

A toada manteve-se no regresso dos balneários e a vantagem podia ter sido aumentada logo aos 56 minutos. Numa transição rápida, Pepê recebeu de Romário Baró, tirou o defesa que o marcava do caminho e atirou colocado ao primeiro poste, mas Vinícius fez uma grande intervenção e impediu o golo. Dois minutos depois, e logo após Evanilson ter sido derrubado quando seguia para a baliza, uma bola longa isolou Hélio Varela, que tentou ultrapassar Diogo Costa, mas o 99 agigantou-se, fez uma enorme mancha e impediu o empate.

Conceição quis imprimir mais velocidade e irreverência no ataque ao lançar Iván Jaime e Galeno no encontro para os lugares de Romário Baró e de Mehdi Taremi. O espanhol criou, de imediato, perigo junto da área adversária e esteve na origem do lance de maior perigo até então. Tocou para Galeno, que cruzou atrasado para Pepê, mas o 11, isolado na zona da marca de grande penalidade, chutou por cima da trave. Dois minutos depois, foi mesmo o 17 a finalizar de cabeça em resposta a um cruzamento de João Mário, mas sem sucesso.

As oportunidades surgiam em catadupa, mas a eficácia faltava para avolumar a margem no marcador. Toni Martínez entrou para o lugar de Evanilson aos 75 minutos, mas a equipa não conseguiu chegar ao segundo golo. Aos 83, David Carmo viu o segundo amarelo e o consequente vermelho e a equipa ficou com dez elementos.

Ao quarto minuto de compensação, num contra-ataque, Galeno correu desenfreadamente pela esquerda e serviu Pepê, que assistiu Toni Martínez para o segundo golo da noite. Uma decisão insólita da equipa de arbitragem, que assinalou fora de jogo ao 29 por dois centímetros quando é visível nas imagens da transmissão televisiva que o avançado está atrás do último homem da defensiva algarvia, levou a que o panorama no marcador não se alterasse e foi com 1-0 no placar que terminou um encontro em que o FC Porto goleou em todos os duelos e zonas do terreno de jogo durante 90 minutos.

+ notícias: Desporto

FC Porto (Hóquei em Patins): Liderança mantida no conforto do lar

FC Porto venceu o SC Tomar (5-0), no Dragão Arena, e continua na frente do campeonato.

FC Porto B: Tarde desinspirada no Olival. Crónica de jogo 

FC Porto B perdeu em casa com a Oliveirense (1-0) na 29.ª jornada da Liga Portugal 2. 

Miguel Oliveira termina em 11.º no GP das Américas de MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira (Aprilia) foi este domingo 11.º classificado no GP das Américas de MotoGP, terceira ronda do campeonato do mundo.