Jovem que morreu na Alexandre Herculano não tinha problemas de saúde conhecidos 

Jovem que morreu na Alexandre Herculano não tinha problemas de saúde conhecidos 
| Porto
Porto Canal

Um jovem de 15 anos morreu, esta quarta-feira, na Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, no decorrer de uma aula de Educação Física. 

Segundo apurou o Porto Canal, o jovem ter-se-á sentido mal durante uma corrida, tendo ficado inconsciente. 

O alerta foi dado às 15h12 e para o local foram mobilizados os Bombeiros Voluntários do Porto, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Santo António e, posteriormente, a PSP, segundo o Comando Sub-Regional de Operações de Emergência de Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto (CDOS).

À chegada à Escola Alexandre Herculano, os operacionais depararam-se com um quadro de paragem cardiorrespiratória, que tentaram reverter com manobras de suporte básico e avançado de vida. Contudo, o óbito acabou por ser declarado no local, apesar dos esforços das autoridades.

A vítima não apresentava problemas de saúde conhecidos, segundo informações recolhidas pelo Porto Canal. 

+ notícias: Porto

Um ano depois do novo regulamento, Movida continua a não dar descanso aos moradores da Baixa do Porto

“Eles ficam com o dinheiro, e nós ficamos com o barulho”. O desabafo de Paula Amorim perdura há mais de 15 anos, altura em que a vida noturna começou a crescer na Baixa do Porto. A moradora, juntamente com outra, Sara Gonçalves, tem sido o rosto de uma luta que parece não ter fim, nem com um novo regulamento lançado há um ano: “Não desisto porque tenho direito ao descanso”. Câmara admite rever regras.

"Novo governo vai ter de assumir" futuro da Ponte Maria Pia, defende Eduardo Vítor Rodrigues

O presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia alertou esta segunda-feira para a necessidade de o próximo governo acertar o futuro da antiga ponte ferroviária Maria Pia, cuja intervenção foi estimada em 15 milhões de euros.

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.