IL recebe liberais no Porto para reunir contributos para manifesto às europeias

IL recebe liberais no Porto para reunir contributos para manifesto às europeias
| Porto
Porto Canal/Agências

O líder da IL considerou esta quarta-feira que rendimentos, habitação e mobilidade serão temas centrais nas próximas europeias, eleições para as quais o ALDE Party apresentará um manifesto com contributos recolhidos em eventos como aquele que promove quinta-feira no Porto.

Em declarações à agência Lusa, o presidente liberal, Rui Rocha, explicou que esta iniciativa, intitulada “O Caminho para as Eleições de 2024 - Town Hall" e que decorre na quinta-feira à tarde nos Jardins do Museu Romântico, no Porto, faz parte de um conjunto de eventos que o ALDE Party (Partido da Aliança dos Liberais e Democratas pela Europa) está a promover um pouco por toda a Europa.

“Tem como objetivo ouvir os cidadãos europeus no sentido de, a partir desse contacto, das informações e das ambições recolhidas, fazer depois um manifesto que seja um documento enquadrador da proposta liberal nas eleições europeias”, explicou.

De acordo com Rui Rocha, este manifesto “traduzirá os desafios que os diferentes partidos liberais querem colocar sobre a mesa”, documento agregador para o qual a IL dará o seu contributo.

“Haverá muita discussão relativamente a temas como o rendimento dos portugueses e dos europeus, as questões da habitação e também as questões da mobilidade, que são, na verdade, o tema central deste evento”, adiantou.

Segundo o líder da IL, será assim possível fazer “uma antevisão daquilo que será a proposta da Iniciativa Liberal depois no caminho para as eleições europeias” partindo deste manifesto, apesar de depois “cada um dos partidos liberais ter uma visão determinada por aquilo que é a situação do próprio país”.

Questionado sobre quando será possível conhecer os nomes que vão integrar as listas da IL a estas eleições de 2024, Rui Rocha adiantou será lançado “oportunamente o processo interno para depois se chegar a essa lista de candidatos”.

“Serão seguramente excelentes candidatos e candidatos liberais, mas neste momento o partido está focado nas próximas eleições regionais da Madeira e, portanto, esse é o nosso foco. Do ponto de vista puramente de nomes e de listas, será um processo a lançar um pouco mais à frente. Ainda não estamos no momento para isso”, referiu.

Concretamente sobre o evento que decorre no Porto na quinta-feira, o presidente liberal explicou que é realizado “em colaboração com o Núcleo da Iniciativa Liberal do Porto e com a Alde Parti”, traduzindo “essa crescente ligação” da IL ao Partido da Aliança dos Liberais e Democratas pela Europa.

“Há uma crescente relevância também da Iniciativa Liberal que, como eu já disse noutras ocasiões, assume o papel de voz liberal do sul da Europa no ALDE Party”, defendeu.

Sobre a data em concreto da iniciativa, Rui Rocha sublinhou o facto de ser a 24 de agosto no Porto, ou seja, “uma evocação clara da Revolução Liberal de 1820”, bem como a data da independência da Ucrânia.

Da lista de participantes, além de Rui Rocha, faz parte Eva Kjer Hansen, vice-presidente do ALDE Party, Albino Ramos, coordenador da IL Porto, e Álvaro Costa, professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

+ notícias: Porto

GNR desmantela rede que traficava droga no Porto. Apreendidas mais de 70 mil doses de haxixe

A GNR desmantelou, no domingo, uma rede de tráfico de droga que operava no Grande Porto, tendo detido 10 homens e apreendido mais de 70 mil doses de estupefacientes, bem como cerca de 100 mil euros, foi esta segunda-feira revelado.

Ativistas pró-Palestina obrigados a "desmobilizar" da Faculdade de Ciências do Porto

Os ativistas pró-palestina que desde quinta-feira se mantêm em protesto na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto receberam, no domingo, a indicação para desmobilizarem até às 20h de hoje ou “serão acionados meios” para os retirar.

Câmara do Porto reprova bolsa de prioridades para casos de despejo sem habitação assegurada

São precisas mais respostas de emergência e de inclusão social no Porto. Foi essa a base da proposta que a CDU apresentou esta segunda-feira, em reunião de executivo, que recomendava um programa integrado nas áreas mais carenciadas da cidade. A recomendação acabou reprovada, contando apenas com os votos favoráveis do PS e do Bloco de Esquerda.