Supercomputador Deucalion de 26 toneladas está a ser instalado em Guimarães

Supercomputador Deucalion de 26 toneladas está a ser instalado em Guimarães
| Norte
Porto Canal

O novo supercomputador Deucalion adquirido pela União Europeia está a ser instalado num edifício da Universidade do Minho (UMinho), no campus de Azurém, em Guimarães, e vai dotar Portugal de capacidade computacional para o desenvolvimento de simulações em todas as áreas da ciência e investigação.

O equipamento, com uma massa de 26 toneladas, está em fase de testes e, de acordo com a FCT, deverá entrar em funcionamento em julho deste ano. 

O agregado computacional consome cerca de 1,7 MegaWatts, tendo no seu processamento a principal característica: 10 PetaFlops, ou seja, tem capacidade para executar 10 mil biliões de instruções por segundo. 

Este reforço resulta da uma estreita colaboração da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) com a Câmara de Guimarães e a Universidade do Minho, sendo que está o investimento ascende a 20 milhões de euros. 

As três instituições já estabeleceram um memorando de entendimento, que permite a instalação do Minho Advanced Computing Centre (MACC) no Avepark, que vai gerir o novo supercomputador. A autarquia Guimarães assumiu a aquisição do lote 15 no AvePark, incluindo o imóvel existente, destinado a alojar o MACC.

Porto Canal

O edifício adquirido pelo Câmara Municipal para receber o supercomputador no Avepark

Contudo, de acordo com a FCT, “o data center inicialmente previsto para acolher o computador não ficou disponível a tempo de se implementar o projeto, levando à necessidade de determinar um novo edifício para acolher o Deucalion”. A FCT justifica-se com os “atrasos no fornecimento de equipamento, resultantes das perturbações das cadeias de fornecimento que atualmente se verificam.”

O supercomputador Deucalion chega ao abrigo da Empresa Comum para a Computação Europeia de Alto Desempenho (EUROHPC), uma iniciativa da União Europeia criada em 2018 que visa tornar a Europa líder mundial no domínio da supercomputação.

+ notícias: Norte

Avança demolição de habitações em risco na costa de Esposende com final à vista para dezembro

O projeto de execução para demolição das construções em risco em Cedovém, em Esposende, cuja conclusão esteve prevista para final de 2023, vai avançar, após aval do novo Governo, prevendo-se a sua conclusão até dezembro, foi esta quarta-feira revelado.

Estádio de Aveiro ainda não está pago e precisa de obras de 10 milhões de euros

Vinte anos depois de ter sido construído para o Euro2004, o Estádio Municipal de Aveiro ainda não está totalmente pago e já precisa de obras urgentes, que obrigam a um avultado investimento por parte da autarquia.

PS Braga critica gestão "à pai Adão" da empresa de águas e resíduos

O vereador do PS na Câmara de Braga Artur Feio criticou esta quinta-feira a gestão "à pai Adão" da empresa Agere, apontando o exemplo do serviço da varredura de ruas, que diz ser prestado sem qualquer acompanhamento ou fiscalização.