Porto. Coleção Municipal de Arte organiza a primeira exposição

Porto. Coleção Municipal de Arte organiza a primeira exposição
| Porto
Porto Canal / Agências

A Câmara Municipal do Porto vai organizar a primeira exposição pública da Coleção Municipal de Arte, intitulada “Derivas e Criaturas – Novas Aquisições da Coleção Municipal de Arte”, que vai ter lugar na Galeria Municipal do Porto entre 19 de janeiro e 19 de fevereiro, foi esta segunda-feira anunciado.

Na página do município pode ler-se que a autarquia portuense adquiriu mais 24 obras de 13 artistas, no âmbito do projeto “Aquisições”, que foram compradas a galerias do Porto, “mediante recomendação do comité de seleção” e que se juntam agora às “18 obras adquiridas diretamente a artistas e coletivos artísticos da cidade”.

Estas novas aquisições “perfazem um investimento de cerca de 100 mil euros, resultam de um processo de acompanhamento e avaliação de projetos artísticos apresentados em contexto de galeria” e apresentam obras de vários artistas, entre eles Ani Schulze, Isabel Carvalho, Joana Pimentel, Ana Vidigal, Valter Ventura e Inês d’Orey.

Esta iniciativa foi criada em 2018, tendo “somado a aquisição de 144 novas obras de arte de 119 artistas e coletivos artísticos”.

+ notícias: Porto

Campo 24 de Agosto vai ganhar bacia de retenção para acabar com inundações frequentes

Quem mora na zona do Campo 24 de Agosto, no Porto, já se habituou a que “chuva” e “inundações” andem de mãos dadas. O incidente acontece mais vezes do que o desejado e o problema assenta na dimensão das estruturas de drenagem. Por isso, o município está a “desenvolver um projeto que visa aumentar a resiliência da bacia hidrográfica do Poço das Patas face aos efeitos das alterações climáticas”.

Elevador da Lada no Porto reabre na próxima semana após reabilitação

O Elevador da Lada, no Porto, que liga a Ribeira à Sé, vai reabrir ao público na próxima segunda-feira, após ter sido alvo de uma "reabilitação estrutural completa", informou esta quinta-feira a STCP Serviços, gerente da infraestrutura.

Porto vive "fortíssimo" sentimento de insegurança, admite Moreira

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, admitiu esta quinta-feira existir "um fortíssimo" sentimento de insegurança na população relacionado com a toxicodependência, reafirmando a necessidade de o efetivo policial ser reforçado.