Info

Comissão de Proteção de Dados abre inquérito a partilha de dados com a Rússia

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 jun 2021 (Lusa) -- A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) confirmou hoje que abriu um processo de averiguações à partilha de dados pessoais de três ativistas anti-Putin com a Rússia por parte da câmara de Lisboa.

"A CNPD já tem aberto um processo de averiguações com base numa queixa recebida", disse à agencia Lusa fonte oficial daquele organismo, acrescentando que "enquanto o processo decorrer" a comissão não irá fazer "qualquer comentário".

O processo de averiguações tem por base o facto de a Câmara de Lisboa ter feito chegar às autoridades russas os nomes, moradas e contactos de três manifestantes russos que, em janeiro, participaram num protesto, em frente à embaixada russa em Lisboa, pela libertação de Alexey Navalny, opositor daquele Governo.

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, explicou que "o erro resultou de um funcionamento burocrático dos serviços que aplicaram nesta manifestação aquilo que aplicam à generalidade das dezenas de manifestações que acontecem no município".

Segundo Medina, foi aplicado o procedimento normal que se aplica em todas as manifestações desde 2011, quando foram extintos os governos civis e as competências passaram para as câmaras municipais.

Os ativistas russos cujos dados foram partilhados anunciaram hoje que vão apresentar uma queixa na justiça contra a Câmara Municipal de Lisboa para que tal "não volte a acontecer" com cidadãos portugueses.

O presidente da câmara de Lisboa disse também que a câmara de Lisboa "já tirou consequências desta situação" e alterou procedimentos.

Sobre este caso, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou que há procedimentos administrativos, porventura em toda a Administração Pública, que não acompanharam a evolução dos dados pessoais e direitos fundamentais.

"Chega-se à conclusão de que há procedimentos administrativos antigos, e provavelmente isto um pouco por toda a Administração Pública, que não acompanharam o que foi a evolução dos dados pessoais e dos direitos fundamentais das pessoas", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta a questões dos jornalistas, no Funchal.

DA / (CMP) // SF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

António Oliveira já não será candidato do PSD à Câmara de Vila Nova de Gaia

António Oliveira já não vai ser o candidato do PSD à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia nas próximas eleições Autárquicas, apurou o Porto Canal. 

Parecer de Bruxelas ao PRR de tal forma positivo que Portugal pode já avançar

O primeiro-ministro admitiu hoje que teria preferido a aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência pelo Conselho ainda em junho, mas salientou que o parecer da Comissão "é de tal forma positivo" que permite a Portugal "arrancar" desde já.

Primeiro Ministro alerta que é fundamental conter situação em Lisboa para Portugal não cair no 'vermelho'

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje "fundamental" conter o aumento de casos de covid-19 na região de Lisboa e evitar a sua propagação ao resto do país, para que Portugal não caia no "vermelho" em pleno verão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS