Enfermeiros do Hospital de Braga cumprem primeiro dia de greve e suspendem protesto

| Norte
Porto Canal com Lusa

Os enfermeiros do Hospital de Braga suspendem na quarta-feira a greve de 15 dias que iniciaram esta terça-feira pela "harmonização das 35 horas de trabalho", depois de a administração ter aceitado “voltar a negociar”, disse fonte sindical.

Atualizado 04-07-2018 11:17

"A administração já assumiu que vai decretar as 35 horas, mas apenas a 01 de janeiro. Hoje, anunciou que na sexta-feira vai apresentar uma nova proposta para as 35 horas, os seus compromissos para o pagamento de horas extraordinárias e o pagamento de 1.200 euros aos especialistas", referiu o presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), José Martins, ao anunciar hoje a suspensão do protesto que protesto que deveria durar 15 dias.

Por isso, justificou o sindicalista, "em sinal de boa-fé, os enfermeiros decidiram, em plenário, suspender amanhã [quarta-feira], de manhã, a greve que estava decretada".

Contactada pela agência Lusa, a administração afirmou, por escrito, ter recebido "com estranheza" o pré-aviso de greve afirmando que "sempre foi demonstrada total disponibilidade para, em sede própria, discutir as questões levantadas e apresentar soluções", lê-se.

Na resposta enviada à Lusa, o Hospital de Braga esclarece que "tem vindo, no decorrer dos últimos dois anos, a reunir-se regularmente com o SEP no sentido de concertar uma agenda que contemple diversas questões laborais em aberto e que culmine na celebração de um Acordo de Empresa".

"A valorização salarial, a progressão na carreira e a possibilidade de redução de horário para as 35 horas - apesar de não existir por parte do Hospital de Braga qualquer obrigação legal na sua implementação - assim como outras questões laborais têm sido discutidas nas várias reuniões ocorridas, tendo a última acontecido no passado mês de junho", lê-se.

A administração garantiu ainda que as negociações não estão fechadas.

"O Hospital de Braga mantém, por isso, a sua disponibilidade para, em sede própria, continuar a negociar os termos do Acordo de Empresa", apontou.

+ notícias: Norte

FC Porto: As primeiras palavras de David Carmo de Dragão ao peito

Está apresentada a primeira aquisição do FC Porto para a temporada 2022/23. David Carmo nasceu em Aveiro há 22 anos, tem 1,96 metros de altura e é um dos jovens intenrnacionais portugueses mais promissores da atualidade. Com passagens pelos escalões de formação do Beira-Mar, Estarreja, Benfica, Anadia e Sanjoanense antes de se fixar no SC Braga, o defesa sagrou-se Campeão Europeu de Sub-19 enquanto titular da seleção nacional em 2018 e, três anos depois, ergueu a Taça de Portugal com a camisola dos arsenalistas.

PSP detém 14 pessoas em operação sobre material furtado no Grande Porto

A PSP deteve hoje 14 pessoas e apreendeu "alguns milhares de peças de vestuário" numa operação sobre material "furtado" que decorre "desde o início desta manhã" no Grande Porto, indicou fonte do Comando Metropolitano do Porto.

Enfermeiro do IPO-em protesto por melhores condições de trabalho. Exigem que "todo o trabalho que efetuam seja pago"

Os enfermeiros do IPO-Porto estiveram ao longo desta terça-feira em protesto por melhores condições de trabalho. No local, o Porto Canal esteve à conversa com Fátima Monteiro do sindicato dos enfermeiros portugueses e, entre as várias declarações, Fátima explicou que os profissionais reivindicam "aquilo que acham que é justo", ou seja, "todo o trabalho que efetuam seja pago".