Enfermeiros do Hospital de Braga cumprem primeiro dia de greve e suspendem protesto

| Norte
Porto Canal com Lusa

Os enfermeiros do Hospital de Braga suspendem na quarta-feira a greve de 15 dias que iniciaram esta terça-feira pela "harmonização das 35 horas de trabalho", depois de a administração ter aceitado “voltar a negociar”, disse fonte sindical.

Atualizado 04-07-2018 11:17

"A administração já assumiu que vai decretar as 35 horas, mas apenas a 01 de janeiro. Hoje, anunciou que na sexta-feira vai apresentar uma nova proposta para as 35 horas, os seus compromissos para o pagamento de horas extraordinárias e o pagamento de 1.200 euros aos especialistas", referiu o presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), José Martins, ao anunciar hoje a suspensão do protesto que protesto que deveria durar 15 dias.

Por isso, justificou o sindicalista, "em sinal de boa-fé, os enfermeiros decidiram, em plenário, suspender amanhã [quarta-feira], de manhã, a greve que estava decretada".

Contactada pela agência Lusa, a administração afirmou, por escrito, ter recebido "com estranheza" o pré-aviso de greve afirmando que "sempre foi demonstrada total disponibilidade para, em sede própria, discutir as questões levantadas e apresentar soluções", lê-se.

Na resposta enviada à Lusa, o Hospital de Braga esclarece que "tem vindo, no decorrer dos últimos dois anos, a reunir-se regularmente com o SEP no sentido de concertar uma agenda que contemple diversas questões laborais em aberto e que culmine na celebração de um Acordo de Empresa".

"A valorização salarial, a progressão na carreira e a possibilidade de redução de horário para as 35 horas - apesar de não existir por parte do Hospital de Braga qualquer obrigação legal na sua implementação - assim como outras questões laborais têm sido discutidas nas várias reuniões ocorridas, tendo a última acontecido no passado mês de junho", lê-se.

A administração garantiu ainda que as negociações não estão fechadas.

"O Hospital de Braga mantém, por isso, a sua disponibilidade para, em sede própria, continuar a negociar os termos do Acordo de Empresa", apontou.

+ notícias: Norte

TAP não aposta na Europa, mas low costs reforçam destinos. Como vai ser o inverno no Aeroporto do Porto?

A TAP vai manter, no inverno de 2022, a estratégia utilizada no ano passado para o Aeroporto Francisco Sá Carneiro: apostar nas ligações diretas com o Brasil e na ponte aérea para Lisboa. De fora do investimento da companhia área nacional ficam, mais uma vez, os principais destinos europeus, mas as low costs vão tentar suprir as necessidades da região norte. É o retrato da temporada de inverno no Aeroporto do Porto, que arranca já no mês de novembro.

Três feridos em incêndio numa serralharia em Vila Nova de Gaia

Três pessoas ficaram com ferimentos ligeiros, por inalação de fumo, na sequência do incêndio de grandes proporções numa serralharia na zona industrial dos Carvalhos, em Vila Nova de Gaia, na tarde desta quarta-feira, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Vila Nova de Gaia: Incêndio de grandes proporções gera alarme na zona Industrial dos Carvalhos 

"Estamos quase todos lá". Um incêndio de grandes dimensões está a deflagrar, esta quarta-feira à tarde, na zona industrial dos Carvalhos, em Gaia, obrigando à mobilização de praticamente todas as corporações de bombeiros do concelho.