Info

SeallySeason estreiam "Rehab" no dia 20 no Teatro da Trindade

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 abr (Lusa) -- O papel do espetador como cocriador do espetáculo de teatro é um dos temas da peça "Rehab", que os SillySeason vão estrear no Teatro da Trindade, em Lisboa, a 20 de abril.

Segundo a companhia, a peça visa a construção de uma dramaturgia que permita refletir sobre o papel do espetador enquanto elemento essencial do espetáculo e a sua autoridade, capacidade e qualidade enquanto cocriador desse espetáculo.

Em "Rehab" analisam-se ainda as características internas e externas de um determinado público, sempre na tentativa de "reabilitação" desse público e, consequentemente, daquilo de que é elemento fundamental: o espetáculo de teatro, acrescentam.

Os SeallySeason recuperam, assim, conceções teóricas do filósofo Jacques Rancière, do crítico Nicolas Bourriaud e da investigadora Marie-José Mondazin, que exploraram as ligações entre estética e política, mas também questionam o papel do espetador na construção do espetáculo.

Assim, a companhia SeallySeason parte do geral para o particular, ficciona rotinas e coloca questões às quais pretende dar resposta.

Por isso, a companhia questiona também qual a pertinência deste espetáculo enquanto arte e entretenimento, e no sentido de uma reabilitação e reestruturação de um espaço.

"Rehab" sucede a "Grande Plano", transmitido este ano pela RTP2, e a "Pano de Fundo", espetáculo produzido em 2016.

A peça, que tem criação e interpretação de Ana Sampaio e Maia, Cátia Tomé, Ivo Silva e Ricardo Teixeira, e desenho de luz da SeallySeason, vai estar em cena de quarta-feira a sábado, às 21:45, e aos domingos, às 17:00, no Teatro da Trindade, em Lisboa, até 07 de maio.

CP // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal regista mais 2898 casos de Covid-19 e mais 13 mortes nas úlltimas 24h

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 2.898 casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 13 mortes atribuídas à covid-19, bem como mais 75 pessoas internadas com a doença, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Portugueses retidos em Marrocos pedem voo de repatriamento 

Depois do fecho das fronteiras de Marrocos, várias dezenas de portugueses ficam retidos e, segundo apurou o Porto Canal, pedem um voo de repatriamento. Em declarações ao Porto Canal, os portugueses retidos tentam encontrar soluções, mas muitas delas com custos insuportáveis.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.