Info

PS rejeita revisão constitucional que resulte na demissão do governador do BdP - António Costa

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 30 mar (Lusa) - O primeiro-ministro e secretário-geral socialista, António Costa, afirmou hoje que o PS rejeitará uma revisão constitucional "ad hominem" que resultasse na demissão do governador do Banco de Portugal que está em funções.

"O PS nunca defenderá qualquer revisão constitucional `ad hominem´ para fazer uma revisão constitucional que determine a demissão de um governador que está em exercício", afirmou, em resposta a um pedido de esclarecimento da deputada do CDS-PP, Assunção Cristas.

No debate quinzenal, no parlamento, a líder do CDS-PP disse que irá propor "várias alterações" no que respeita à "supervisão bancária" e questionou se o PS está disponível para "uma revisão alargada da Constituição que inclua estes temas".

Perante a recusa de António Costa, Cristas sugeriu que "qualquer norma transitória resolve esse problema".

António Costa, ressalvando que o governo não é parte de uma revisão constitucional, lembrou que o PS propôs o ano passado "antes do termo do mandato do então governador", que fosse alterado o processo de nomeação.

"A então maioria recusou liminarmente considerar essa hipótese, fez mal", criticou, acrescentando que o PS entende que "num Estado de direito há que garantir a estabilidade de uma autoridade independente".

"E portanto não é agora que se faz uma revisão constitucional para substituir um governador nomeado quando entenderam nomear", disse.

SF // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Covid-19: Costa pede a portugueses que saiam com segurança em semana de feriados

O primeiro-ministro, António Costa, apelou hoje aos portugueses para que tenham cuidados redobrados e que "saiam em segurança", num momento em que se aproxima uma semana com dois feriados e depois de várias semanas de confinamento.

Mais de 50% dos portugueses querem que Centeno continue no Governo

Mais de 50% dos potugueses querem que Mário Centeno continue como ministro de Estado e das Finanças, segundo um estudo em que 69% dos inquiridos acham que António Costa "fez bem" em apoiar a recandidatura presidencial de Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa e Rui Rio almoçaram a sós em frente ao Tejo em Lisboa

O chefe de Estado e o presidente do PSD almoçaram hoje, a sós, num restaurante em frente ao Tejo, em Lisboa, por iniciativa de Marcelo Rebelo de Sousa, para falar da situação política, económica e social.

Atualizado 06-06-2020 11:56

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.