Jornal Diário Jornal das 13

Comunidade Intermunicipal de Aveiro vai analisar prejuízos das cheias

| Norte
Porto Canal com Lusa

Aveiro, 18 fev (Lusa) -- As consequências das recentes inundações vão ser discutidas na próxima reunião do Conselho Intermunicipal da Região de Aveiro, que se realiza segunda-feira em Albergaria-a-Velha, revelou hoje à Lusa fonte da Comunidade Intermunicipal.

A área da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) foi uma das mais afetadas pelos recentes temporais, nomeadamente a zona de Águeda, devido ao Rio do mesmo nome ter galgado o seu leito, Angeja (Albergaria-a-Velha), onde o Rio Vouga inundou os campos e se registou uma vítima mortal, e Estarreja, cujo acesso sul esteve cortado devido à subida do nível das águas do Rio Antuã.

Segundo disse à Lusa a mesma fonte, ainda não é possível avaliar completamente os prejuízos, porque ainda há campos no Baixo Vouga Lagunar que estão submersos, mas há estruturas hidráulicas que foram danificadas.

O tema deverá ser abordado na próxima reunião do Conselho Intermunicipal, que quererá avançar com um levantamento dos prejuízos causados pelas inundações, que afetaram os agricultores da zona.

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, garantiu há dias que haverá "soluções financeiras" para os agricultores afetados pelo mau tempo, "no quadro da política nacional e dos instrumentos financeiros da política agrícola comum (PAC)", mas referiu-se apenas às regiões do Douro e Mondego, sem qualquer alusão aos campos do Baixo Vouga.

MSO // MSP

Lusa / Fim

+ notícias: Norte

CGTP anuncia queixa ao Ministério Público de alegada “tortura psicológica” por empresa da Feira

A Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) vai apresentar queixa ao Ministério Público contra a empresa de Santa Maria da Feira que acusa de exercer "tortura psicológica" sobre uma operária reintegrada por ordem judicia.

Atualizado 22-09-2018 12:37

Colisão entre dois carros provoca um morto e um ferido grave em Gondomar

Um colisão entre dois automóveis ligeiros provocou, este sábado, uma vítima mortal e um ferido grave, na EN108, em Zebreiros, Gondomar, apurou o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Valbom.

Diretor artístico do Museu de Serralves apresenta demissão

O diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, apresentou na sexta-feira a sua demissão porque "já não tinha condições para continuar à frente da instituição", segundo disse o próprio ao jornal Público.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.