Info

Passos apoia decisão de Costa para o Banif

Passos apoia decisão de Costa para o Banif
| Política
Porto Canal (LYC)

Enquanto o PCP e o BE se demonstram contra o Orçamento Rectificativo do Governo de Costa, o ex-primeiro-ministro auxilia o novo Executivo na decisão encontrada para o Banif.

A direcção parlamentar do PSD ainda vai reunir esta quarta-feira, antes da votação do Orçamento Rectificativo que vai acomodar a resolução do Banif, mas não deverá haver alterações. Isto porque, apesar do voto contra do BE e do PCP, Passos Coelho afirma que não quer ser responsável por iniciar uma crise política, que envolva a estabilidade do sistema financeiro. Sendo assim, tudo indica que o PSD deverá “dar a mão” a António Costa e “salvar” a solução do governo, ficando de fora da votação do seu primeiro Orçamento.

A decisão de Passos provocou um desconforto notório entre os deputados sociais-democratas, ao dizer que não teria uma solução muito diferente da escolhida pelo actual governo.

“Com a experiência que tenho (...) admito que não teria uma solução muito diferente desta que foi adoptada", afirmou Passos Coelho. Isto porque, defendendo os actos durante a sua governação, referiu ainda que "não foi possível identificar ao longo destes anos um comprador para o Banif.

Portanto, as reuniões da Comissão Permanente e da Comissão Política do PS, na terça-feira, terminaram sem nenhuma decisão concreta. Contudo, Passos já deixou bem claro que não irá entrar em jogadas políticas à custa da estabilidade do sistema financeiro.

Em concordância com o que sempre defenderam, os sociais-democratas privilegiariam uma resolução que defendesse mais os contribuintes, como aconteceu no caso do Novo Banco. Daí o constrangimento pela rapidez com que Passos Coelho aceitou e apoiou a solução de Costa.

Resumindo, a bancada do PSD deverá mesmo acabar por apoiar Costa, caso os seus parceiros de esquerda não o façam. A opção da abstenção está, por isso, em cima da mesa.

+ notícias: Política

Marcelo considera que encerramento das escolas "é uma boa solução"

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa e candidato a novo mandato Presidencial, depois da Ministra da Saúde, Marta Temido, admitir o encerramento imediato das escolas face à pandemia de Covid-19, afirma que "fechar as escolas é uma boa solução".

Ministra da Saúde admite fecho de escolas de imediato devido à pandemia do Covid-19

Marta Temido, Ministra da Saúde, em entrevista à RTP, disse que o país poderá ter de fechar todas as escolas de imediato. No entanto remete a decisão final sobre o assunto para o conselho de ministros desta quinta-feira.

Marcelo Rebelo de Sousa aponta segunda volta como provável caso abstenção atinja 70%

O Presidente da República e recandidato ao cargo, Marcelo Rebelo de Sousa, apontou hoje uma segunda volta como provável, "quase inevitável", no caso de a abstenção nas eleições presidenciais de domingo atingir os 70%.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Exemplos de treinos que podemos fazer...