Info

PSP de Aveiro apreende 16,4 quilos de haxixe e detém 15 alegados traficantes

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Aveiro, 18 jun (Lusa) - A PSP de Aveiro deteve 15 pessoas, com idades entre 21 e 43 anos, por suspeitas de pertencerem a um grupo organizado de tráfico de droga e apreendeu 16,4 quilos de haxixe, disse hoje à Lusa fonte policial.

De acordo com a fonte, os 15 suspeitos, 13 homens e duas mulheres, foram detidos durante uma operação policial que decorreu na passada terça-feira, cerca das 23:45, no concelho de Aveiro, onde a PSP deu cumprimento a 12 mandados de busca.

Esta operação, que envolveu os meios da Esquadra de Investigação Criminal da Divisão Policial de Aveiro, reforçada por 18 polícias da Divisão Policial de Espinho, foi o culminar de uma investigação iniciada há três anos.

No decorrer das buscas às residências situadas na freguesia de Esgueira, em Aveiro, a PSP apreendeu 16,4 quilos de haxixe, cinco automóveis, 1.905 euros, uma mesa de corte, duas facas, uma pistola de alarme, um moinho, cinco telemóveis, um taco de basebol e um bastão extensível.

Segundo a PSP, alguns dos indivíduos já se encontravam referenciados naquela polícia pela suspeita da prática deste tipo de crime.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial na quinta-feira para a eventual aplicação de medidas de coação.

JYDN // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Construção nas Fontainhas do Porto gera onda de contestação entre os moradores

Uma nova construção está a gerar polémica nas Fontainhas, no Porto. Os moradores já pediram embargo da obra que tapa as vistas para o Douro. A Câmara do Porto diz não ver desconformidades no projeto.

Despoluição e requalificação do Rio Tinto finalizada com investimento de 10 milhões de euros

O problema de poluição do Rio Tinto, que existia há várias décadas, está resolvido. Foram investidos perto de 10 milhões de euros para a despoluição e requalificação da área envolvente.

Funcionária da Câmara Municipal de Barcelos denuncia falta de condições de trabalho por laboral ao lado de casa de banho

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga "obrigou" a Câmara de Barcelos a recolocar no seu posto de trabalho original uma funcionária que tinha sido transferida para outro local, sem condições dignas e sem funções atribuídas. A mulher foi posta a trabalhar junto a uma casa de banho masculina.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.