Jornal Diário Jornal das 13

Partido Pró Vida quer eleger pelo menos três deputados

| Política
Porto Canal

O cabeça de lista do Partido Pró Vida (PPV) à eleições europeias, Acácio Valente, afirmou hoje “acalentar a esperança” de eleger pelo menos três deputados na votação de 25 de maio.

“Acalentamos a esperança de podermos eleger pelo menos três deputados” porque há “65% de desacreditados, sem esperança, mais as pessoas que não se revêm, mas que querem votar”, argumentou à agência Lusa o líder da lista do PPV.

Acácio Valente considerou que há portugueses que podem ver no PPV o “partido que tem um conjunto de soluções para qualquer área: a justiça, a educação”, além de uma “solução de rutura absoluta”.

“Nós apresentamo-nos às eleições com uma solução de rutura absoluta com a dinâmica cultural e politica que se está a passar”, afirmou o candidato, acrescentando que o PPV quer “revitalizar os valores, que presidiram à formação da União Europeia: solidariedade, subsidiariedade e no humanismo entre as nações”.

Acácio Valente referiu ainda que o PPV defende “organização social através da responsabilização cívica, segundo princípios da justiça, solidariedade e da paz”.

Na apresentação do programa para as europeias, o candidato do disse ainda que a “natalidade é o fator principal de desenvolvimento de qualquer economia”, citando “estudos científicos” que provam que nos “cinco mil anos de História da humanidade nunca em períodos de baixa natalidade corresponderam a períodos de prosperidade e desenvolvimento”.

“Por cada 25 mil crianças que não nasçam, por uma questão de comodidade, estamos a pôr no desemprego 25 mil professores. Estamos a pôr no desemprego pessoas que podiam estar empregadas numa Instituição Particular de Solidariedade Social e a cuidar nas creches”, disse o candidato, referindo estarem também a ser “hipotecadas as reformas”.

O PPV não quer uma “Europa federal e central, mas uma Europa das Nações e movida pelos valores humanos”.

Outras ideais repetidas na apresentação dos candidatos às instituições europeias foram a “dignidade da pessoa humana e a família como célula da sociedade para inverter o curso cultural que atira para o abismo”.

+ notícias: Política

Governo autoriza arranque da terceira fase de obras no hospital de Gaia

O Governo autorizou o arranque da terceira fase de obras no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E), indicou esta terça-feira a câmara de Vila Nova de Gaia após uma reunião com o Ministério da Saúde.

36 Câmaras Municipais que não têm o Plano Municipal Contra Incêndios atualizado

Há 36 Câmaras Municipais que não têm o Plano Municipal Contra Incêndios atualizado. A norma foi introduzida no Orçamento do Estado de 2018 e previa uma penalização até 20% para os municípios, que acabou por não acontecer. As autarquias garantem que não há motivos para alarme.

Concelhia do PSD/Porto acusa Rui Moreira de tentar "enganar a cidade" no caso Montebelo

O PSD do Porto acusa o movimento de Rui Moreira de tentar “enganar a cidade” e “ludibriar os portuenses” no caso Montebelo, recusando que aquela obra na Foz Velha tenha sido licenciada nos termos atuais nos mandatos de Rui Rio.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.