Info

Confirmada morte de infetado com Covid-19 nas Águas do Porto, 40 trabalhadores em isolamento

Confirmada morte de infetado com Covid-19 nas Águas do Porto, 40 trabalhadores em isolamento
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara do Porto disse hoje que morreu um trabalhador da empresa municipal Águas do Porto com teste positivo à covid-19, mas que a causa da morte ainda está por apurar, e que há 40 funcionários em isolamento profilático.

"Efetivamente esta semana faleceu um trabalhador da empresa, cuja morte lamentamos, com teste positivo, desconhecendo-se, contudo, ainda a causa da morte", assinala a autarquia, em resposta à Lusa.

O município ressalva, contudo, que a Águas do Porto implementou em março o Plano de Contingência face à pandemia covid-19, atualizado posteriormente em setembro, plano que foi desenhado de acordo com as diretrizes da Direção-geral da Saúde (DGS).

A situação, acrescenta a autarquia, tem vindo a ser acompanhada desde o início, quer pela Equipa de Segurança e Saúde no Trabalho da Águas do Porto quer pelas entidades de saúde pública competentes.

"Preventivamente", a empresa decidiu adotar "a medida de isolamento profilático a 40 trabalhadores, seguindo as diretrizes da DGS”.

A informação foi inicialmente avançada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), que revelou que o surto de covid-19 nas Águas do Porto, fez um morto e 10 infetados.

Em declarações à Lusa, o dirigente do STAL Porto, Eduardo Ferreira, adiantou que o trabalhador que morreu na terça-feira pertencia ao departamento comercial no atendimento ao público.

Segundo Eduardo Ferreira, neste momento, o sindicato tem conhecimento que há ainda 50 a aguardar os resultados dos testes de despistagem à covid-19.

À Lusa, o STAL revelou ainda que já solicitou, por ofício enviado na quarta-feira às Águas do Porto, informação atualizada sobre o surto na empresa municipal que preocupa os trabalhadores.

Para o dirigente, é necessário que sejam tomadas medidas que protejam os trabalhadores, nomeadamente a testagem dos funcionários.

Outra das reivindicações do STAL prendia-se com o controlo de entradas nos serviços de atendimento, medida que, segundo o sindicato, foi apenas implementada na quarta-feira.

Na sexta-feira, questionada pela Lusa, sobre várias denúncias de casos positivos de covid-19 em empresas municipais nomeadamente na empresa municipal de cultura e desporto, o município afirmou ser falso que algum administrador da Ágora tenha testado positivo.

Segundo a autarquia, existe uma trabalhadora que testou positivo, tendo sido seguido o protocolo e contactada a linha de saúde 24, encontrando-se em isolamento profilático como determinado pelo Delegado de Saúde.

"Esta é a única situação conhecida, tendo a situação de contágio, ao que tudo indica, ocorrido em contexto familiar. A empresa municipal tem um plano de contingência do qual constam todas as medidas preventivas em função das diretrizes e orientações técnicas da Direção Geral de Saúde (DGS), das medidas do Governo e da evolução da doença", assinalou a câmara em resposta à Lusa, na quarta-feira.

À data, referiu ainda que também a Águas do Porto adotou medidas de proteção e segurança, previstas no Plano de Contingência COVID - 19, com vista a prevenir e mitigar os riscos de transmissão do vírus SARS-CoV-2, explicando que a empresa tinha já resolvido o problema do termómetro reportado nas denuncias, através da colocação um dispositivo tecnologicamente mais avançado, que permite medir a temperatura sempre (independentemente das condições atmosféricas), bem como regista o uso de máscara.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 41,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.245 pessoas dos 109.541 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

+ notícias: Norte

Portugal ultrapassou os 4.000 mortos desde o inicio da pandemia

Portugal ultrapassou hoje os 4.000 mortos relacionados com a covid-19 ao contabilizar nas últimas 24 horas mais 85 óbitos e 3.919 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.