Info

Investigadores da Nova identificam proteína que reduz Co2 na atmofera

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 07 mar 2020 (Lusa) - Cientistas da Universidade Nova de Lisboa descobriram como funciona uma proteína que é capaz de retirar dióxido de carbono da atmosfera, uma função aperfeiçoada ao longo de milhões de anos que poderá agora ser catalisada.

"As plantas, os solos e os oceanos são alguns dos responsáveis por esta remoção, mas não são suficientes para atingir o objetivo" de atingir até 2050 a neutralidade de emissões na Europa, afirmou a investigadora Inês Cardoso Pereira, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier, que liderou o estudo com Maria João Romão, da Unidade de Ciências Biomoleculares Aplicadas da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Na investigação publicada na revista científica ACS Catalysis, descreve-se como os investigadores foram à procura de uma bactéria comum em solos e ambientes marinhos e no intestino humano, a Desulfovibrio vulgaris.

Este tipo de bactéria emprega enzimas que transformam o dióxido de carbono num combustível químico equivalente ao hidrogénio a que se chama formato.

A bactéria estudada pelas equipas da Universidade Nova é especialmente ativa nesta função de redução de dióxido de carbono e invulgarmente estável mesmo na presença de oxigénio.

"Perceber o funcionamento deste processo biológico com milhões de anos de evolução pode dar-nos a chave para o desenvolvimento de novas tecnologias que permitam a redução dos níveis atmosféricos de dióxido de carbono", referiu Inês Cardoso Pereira em comunicado da instituição de ensino superior.

O rumo da investigação será modificar a enzima estudada para a melhorar e poder introduzir no mercado.

APN // JH

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal com mais quatro mortos e 425 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Gripe: Vacina disponível a partir de hoje para populações prioritárias

A vacina da gripe está disponível a partir de hoje, começando a ser administrada nas faixas da população consideradas prioritárias, como os residentes em lares de idosos e grávidas, segundo a Direção-Geral da Saúde.

O que esperar do primeiro inverno da pandemia do Covid-19?

As temperaturas descem e aumentam as preocupações com o que acontecerá com a pandemia. Estas são algumas das respostas a perguntas que o primeiro inverno covid-19 pode suscitar:

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.